Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Por que será que as pessoas que amamos nos decepcionam?

Neusa Picolli Fante

 

Por que as pessoas que amamos nos decepcionam? Será que é porque nós as amamos, e isso faz com que esperemos demais, queiramos demais, criemos expectativas diversas?  Dar mais do que desejamos ou temos faz com que depositemos demasiadas perspectivas nessas relações. Ansiamos o retorno do nosso investimento emocional.

Esse é um peso difícil de suportar, tanto para quem coloca e quer algo em troca, quanto para quem absorve e não sabe como se desvencilhar.

Pelo simples fato de amar, ficamos sujeitos a dores incontroláveis, cobranças intermináveis e angústias sem limites.

Relações de amor se estabelecem, às vezes de um lado só, em outros momentos, com reciprocidade. Cobranças surgem, em intensidades diferentes. Desatinos vertem, até que se possa educar a relação.  

Aquilo que o outro não quer ou não está pronto para dar, não chega até nós e pode refletir em desalento.

Se não sentimos nada, consequentemente não esperamos nada. O outro não me decepciona porque não o considero importante. Simples assim.

Será que as pessoas nos decepcionam porque as amamos? Será que amamos tanto a ponto de sentir tudo que vem delas com uma forte intensidade e que pode soar como decepção o que nos chega?

Sabemos que amar ou sentir-se amado aquece o nosso coração. Amar incondicionalmente, independente da decepção que poderemos um dia sentir, é amar em sua essência. Isso tudo faz parte de um grande aprendizado chamado crescer...viver.

Sobre o autor

Neusa Picolli Fante

Psicóloga Clínica e Especialista em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto. Graduada em Comunicação Social.  Autora do livro Caminho dos Girassóis: Uma abordagem sobre o luto, Dor sem Escuta, Entrelinhas da Vida, Quintais da Minha alma.

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais