Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Operação Golfinho reduz atuação dos bombeiros/salva–vidas em Serafina Corrêa

por Eduardo Cover Godinho

Medida, por parte do comando da Brigada Militar, visa reduzir gastos e tem como justificativa a redução os veranistas pós festividade de Carnaval

Com a justificativa da diminuição no número de veranistas pós festividade de Carnaval, o comando da Brigada Militar, responsável pela 46º Operação Golfinho, reduziu em dois terços o número de servidores (bombeiros/salva-vidas, policiais militares, civis e peritos do Instituto Geral de Perícias) que atuavam nas praias do Litoral Norte, Litoral Sul e nas guaritas espalhadas pelos balneários (águas internas). A medida visa o corte de despesas estabelecido pelo Governo Estadual. Entre os pontos atingidos pela redução no efetivo, está o Balneário do Camping do Carreiro de Serafina Corrêa, único local abrangido na região pela Operação Golfinho.

Os bombeiros/salva-vidas, soldados Flávio Heinrich e Edilson Radies, que desde o início de janeiro desempenhavam suas atividades diariamente no Balneário, garantindo a segurança dos banhistas, passam a atuar somente nas sextas, sábados e domingos, até o término da Operação Golfinho. Segundo o comando do Corpo de Bombeiros de Guaporé, sob responsabilidade do Tenente Vladmir Lopes Alves, a Operação Golfinho encerrará oficialmente no dia 3 de março, mas em Serafina Corrêa o trabalho será cessado no domingo, dia 28 de fevereiro.

“Os bombeiros/salva-vidas desempenham um papel fundamental no cuidado dos veranistas que escolhem o camping de Serafina Corrêa para passar momentos agradáveis ao lado de familiares e amigos. Eles conhecem a área, por terem atuado em outras edições da Operação Golfinho, e sabem dos perigos que o Rio Carreiro proporciona. Como o local é frequentado principalmente aos finais de semana, acreditamos que não haverá problemas com a redução nos dias de atendimento por parte deles. Pedimos que os banhistas tenham atenção e precaução ao entrarem na água. De preferência, continuem respeitando a área demarcada, pois é segura e os riscos de afogamentos são diminuídos pela delimitação do espaço apropriado para banho”, destacou Alves.

A estrutura em equipamentos para o bom trabalho dos bombeiros/salva-vidas, como cabos para salvamento, boias, coletes, binóculos, entre outros, continuarão à disposição para que haja segurança na atividade dentro do Rio Carreiro em casos de afogamentos.

 

Operação Golfinho

O objetivo da Operação Golfinho é evitar afogamentos, realizar salvamentos e aumentar a segurança em vias públicas. As ações abrangem 89 balneários, em cidades do Litoral Norte e Litoral Sul, e em municípios com águas internas. O efetivo total, de 2,6 mil servidores, se formou em 1º de janeiro, sendo cerca de 1,4 mil para as atividades de polícia e de 1,2 mil bombeiros e salva-vidas. Também são realizadas ações de polícia ostensiva rodoviária, ambiental e fazendária, além do uso de aeronaves da corporação para apoio às ações de polícia e auxílio em salvamentos, resgates e buscas.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais