Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

João Batista Scalabrini será proclamado Santo - Rádio Sarandi

por Edinei Bernardelli
Foto: Missionários Scalabrinianos

É festa na Igreja de Cristo e na Congregagação dos Missionários Scalabrinianos e das Missionárias Scalabrinianas e em todas as obras das duas Congregações. 

Por decisão do Papa Francisco, o fundador da Família Scalabriniana, o bem-aventurado João Batista Scalabrini, será proclamado santo. 

O comunicado foi efetuado neste sábado (21), pelo Superior Geral, Padre Leonir Chiarello. 

Confira o comunicado na íntegra:  

Aos Missionários de São Carlos – Scalabrinianos

Às Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo – Scalabrinianas

Às Missionárias Seculares Scalabrinianas

21 de maio de 2022

Caros irmãos (ãs) "O Senhor é bom e infinito no amor".

É com grande alegria que lhes comunicamos a notícia de que o Santo Padre, acolhendo a opinião dos cardeais reunidos em assembleia no dia 17 de maio, decretou que o Bem-aventurado João Batista Scalabrini será venerado como santo na Igreja.

A data da cerimônia de canonização será decidida no Consistório, que será convocado pelo Papa Francisco em data a ser determinada.

Sabemos o quanto são amados os migrantes, refugiados, marítimos e todos aqueles envolvidos na mobilidade humana pelo Santo Padre. Muitas vezes ele tem orientado à Igreja e à sociedade o dever de acolhê-los, protegê-los, promover suas condições de vida e valorizar sua contribuição para a convivência comum.

Ao proclamar santo João Batista Scalabrini, o Papa Francisco quer indicar à Igreja o modelo de um bispo que não só se entregou completamente ao bem de seu povo, mas também estendeu seu coração às irmãs e irmãos que a vida os separou e os tem levado para longe de casa.

Ao agradecer ao Santo Padre por este dom e regozijando-nos por nosso Fundador ser reconhecido como um modelo a ser seguido, nos sentimos ainda mais responsáveis por manter vivo o carisma que ele nos transmitiu e nos dedicarmos ao serviço da fraternidade, onde as pessoas não são expulsas pela violência e pela guerra, não são descartadas porque inúteis ao sistema, pero são apreciadas e valorizadas em sua singularidade e diversidade.

Cada comunidade é convidada a dizer aos migrantes que em Scalabrini eles têm um pai e um patrono a quem recorrer nos momentos difíceis, para que ele possa implorar a proteção de Deus e dirija seu olhar de predileção sobre os pequenos e os marginalizados.

Juntamente com as comunidades, preparemos antes de tudo nosso espírito para o grande evento da canonização, para sermos dignos da graça que o Senhor nos deu e para sermos instrumentos dóceis a serviço da comunhão daqueles que estão longe e dispersos.

Em comunhão de missão e oração,

P. Leonir Chiarello, cs - Superior Geral 

Ir Neusa de Fatima Mariano, mscs - Superiora Geral 

Regina Widmann, mss  - Responsável  Geral 

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais