Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Juridicamente, este é um excelente resultado.” afirma leiloeiro da massa falida da Crehnor – Rádio Sarandi

por José Leal de Oliveira
Foto: Jefferson De Ramos

O leiloeiro público Alexandre Rech, em entrevista à Rádio Sarandi explicou como foi realizado o leilão dos bens da massa falida da Crehnor, realizado na última quarta-feira, 11 de março em Sarandi. Segundo Rech, um lance global arrematou todos os bens de forma conjunta. Ele explica que a pratica de priorizar um lance global, é assegurada por lei, e é positiva para a situação “Para a falência o resultado foi excelente, pois além de vender todos os bens, a gente conseguiu arrecadar um valor aproximado ao valor da avaliação, chegando a 98% da avaliação. Juridicamente este é um excelente resultado, pois os leiloeiros podem dispor dos bens a partir de 50% do valor da avaliação. “afirma ele.

O lance inicial do leilão foi de R$2.180.000,00 (dois milhões e cento e oitenta mil reais), terminado com lance vencedor de R$4,3 milhões (quatro milhões e trezentos mil reais). Para Alexandre, o objetivo foi alcançado “Além de atingirmos a finalidade com excito, a administração judicial conseguirá pagar mais credores.”

Sobre pagamentos aos credores, Alexandre explica que existe uma legislação a ser seguida pelo administrador, onde os credores são pré-determinados por lei. Os primeiros a receberem são os credores trabalhistas, depois os fiscais, créditos preferencias e na sequência, os quirografários (aquele que, na falência ou concordata, não possuem garantia real para o pagamento de seu crédito).Ele também cita que a arrematação foi feita de forma parcelada e os valores serão depositados judicialmente. “A primeira parcela será paga agora, e a outra parte, futuramente. Conforme for entrando esse valor no processo, após a homologação, será repartido entre os credores na listagem habilitada na falência.” Diz ele.

Assim que foi divulgado o resultado do leilão, algumas especulações sobre a identidade de quem arrematou a massa falida foram levantadas. De acordo com Alexandre, apesar do processo ser público, não cabe a ele divulgar quem comprou. A informação, após a prestação de contas, estará disponível juntamente com todos os detalhes do processo, podendo ser acessadas pelas partes envolvidas. Ele reservou-se a explicar que foi um empresário natural de Sarandi, proprietário de algumas empresas no município e em outros lugares do país. “Quem participou do leilão, presenciou, e sabe quem arrematou. Embora eu saiba quem comprou, não tenho autorização para divulgar esse tipo de informação.”  Afirma ele.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais