Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Tramitação de projetos de suplementação orçamentária gera debate em Sarandi – Rádio Sarandi

por José Leal de Oliveira
Foto: Divulgação

Em entrevista concedida na manhã desta terça-feira, 29 de setembro, Oclides Barbiero, Secretário de Obras do município de Sarandi, voltou a pedir maior agilidade aos vereadores frente ao tramite dos projetos que estão na Câmara. Em agosto, Barbiero já havia afirmado que enfrenta dificuldades para obter recursos para os trabalhos da Secretaria, e, na oportunidade, pediu aos Vereadores que as divergências políticas sejam deixadas de lado para que assim os projetos sejam analisados. O mesmo pedido foi feito por ele nesta manhã. – “Gostaria de aproveitar essa oportunidade, e fazer um apelo a líderes de bancadas de todos os partidos. Por favor, pensem pelo povo de Sarandi, não pensem pela tua sigla partidária.” – Diz Barbiero.

O Secretário afirma que há muitos projetos que poderiam auxiliar os trabalhos da Secretara, e eles estariam “parados” na Casa Legislativa. Ele também afirma que, caso não sejam agilizados os tramites dos projetos, e a liberação de orçamento, a Secretaria corre o risco de paralisar suas atividades. Questionado sobre datas de uma possível paralização dos trabalhos, ele afirma que parte dos serviços poderá ser paralisada já nos próximos dias. – “Até segunda feira eu acredito que (siga) em parte. Em outras partes, vai parar.” – Diz ele.

Após entrevista de Barbiero; Eduardo Marques, Procurador Jurídico da Câmara de Vereadores de Sarandi, solicitou espaço para esclarecer as afirmações e questionamentos de Oclides Barbeiro. Ele afirma que algumas considerações do Secretário não procedem, sendo que certos projetos citados por ele já foram apreciados pela Câmara, e seguem os tramites normais. – “Há de se separar as coisas. As insurgências do Secretário Barbeiro não procedem, por que as reclamações deles se dão com base nos tramites normais da câmara de vereadores. Acredito que é, não só do interesse de todo eleitor e cidadão, mas também é dever de todo vereador fazer o seu papel fiscalizatório em cada projeto que vai para análise na Câmara de Vereador.  – Avalia o Procurador.

Sobre a possível demora na tramitação do projeto de suplementação orçamentária, citada por Barbiero; Eduardo pontua que a lei orçamentária é aprovada no final de cada ano, para o ano todo (próximo), e esses projetos de suplementação, nada mais são do que uma redistribuição, o que precisa ser debatido. Ele explica que, por ser uma análise mais detalhada, pode gerar maior tempo de tramitação. Porém, esse seria uma medida protetiva ao erário. – “Se há uma burocracia aí, ela não pode ser imputada somente à Câmara. E a burocracia aqui ela é protetiva ao interesse público” – avalia ele.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais