Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

“Guaporé respira um ar mais leve”, destaca presidente do PMDB

por Eduardo Cover Godinho

Dr. Nereu Alberto Tramontina, que foi vice-prefeito (gestão 1989/1992) e vereador (gestão 2009/2012), comemora respeito do Governo Fabris e Bastian com a comunidade

Nereu, que em 2016 ganhou a Medalha Mérito Farroupilha, disse que não concorrerá a nenhum cargo político
Foto: Arquivo Studio Bastian

Um apaixonado pela medicina e grande incentivador do esporte e da política no município de Guaporé. Assim define-se Dr. Nereu Alberto Tramontina, atual líder do Diretório Municipal do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Afastado da vida pública desde que deixou a Câmara Municipal de Vereadores em 31 de dezembro de 2012, o médico segue atuando nos bastidores e foi um dos nomes decisivos para que o partido, coligado com o Partido Democrático Trabalhista (PDT), voltasse a comandar o Poder Executivo, após 12 anos. Destaca-se, extra-oficialmente, que foi o ex-prefeito na gestão - 1989/1992 - do então conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS) Alexandre Postal, o responsável pelo acordo, durante uma reunião com os líderes do partido, que selou a vitória nas urnas de Fabris (PDT) e Bastian (PMDB).

Ao longo de sua história no PMDB, além dos cargos públicos, Dr. Nereu, como é conhecido na comunidade local e regional, comandou o partido durante seis anos. Agora, com um novo momento político vivido, ele retorna à presidência. O ex-presidente Adalberto Bastian, atual vice-prefeito e Secretário Municipal da Saúde, não poderia permanecer no cargo, segundo o regimento interno peemedebista.

“O mandato do Bastian terminaria no mês de outubro de 2017. Porém, o regimento do PMDB (estatuto) impossibilita que um dirigente, quando assume um cargo eletivo de 1º escalão, permaneça no comando. Então nos reunimos e remontamos o Diretório. Fui escolhido como presidente do PMDB de Guaporé, tendo como vices os empresários Eduardo De Rocco e Fábio Sartori. A Executiva continua a mesma. Permaneço como presidente até o mês de outubro quando em uma nova convenção será escolhido o próximo comandante peemedebista do Diretório Municipal, assim como o restante do grupo”, destacou.

Segundo o Dr. Nereu, a política é feita de momentos e o atual é favorável ao PMDB em Guaporé, assim como está sendo ao PDT, PTB e PSB. A coligação “Pra Frente Guaporé” saiu vencedora nas urnas no mês de outubro de 2016 e retornou ao Pode Executivo após 12 anos de supremacia absoluta do Partido Progressista (PP), que contou com o apoio do Partido dos Trabalhadores (PT).

“O PMDB estava fora do Poder Executivo há 12 anos. Propusemos, coligados com o PDT, uma mudança de conceito para a cidade de Guaporé e saímos vencedores nas urnas. Conseguimos a vice-prefeitura e elegemos dois vereadores, compondo a maioria no Legislativo. Então neste contexto a situação é diferente de quando não estávamos no Poder. Agora as coisas se movimentam mais, os partidários estão mais presentes e cobram ações políticas dos dirigentes. Estamos trabalhando muito e estamos felizes com a coligação com o PDT. O entrosamento está sendo muito bom e as primeiras ações que notamos é que o Município vai tomar um novo rumo. Até pela maneira dolorida com que aqueles adversários que perderam estão se portando. Isso nos faz crer que acertamos o nosso objetivo e assumimos uma responsabilidade muito grande nos próximos quatro anos de dar um novo rumo político à cidade”, disse.

O presidente do PMDB disse que foi “duro” viver na cidade durante os 12 anos fora do protagonismo.

“Mesmo não estando no Poder, nós continuamos vivendo aqui e vimos o quão é diferente a maneira de comandar o Município. Um grupo que estava enclausurado no Poder e não ouvia a comunidade. Faziam ao seu bel prazer e assim foi por um longo período. A diferença está no tratamento mais próximo, carinhoso, com respeito e franco que temos com o povo. Para se ter uma ideia, o prefeito Fabris não recebeu ‘a chave’ do seu antecessor. A atitude de não repassar o Executivo mostra que realmente na política é eles e nós, nós e eles. Vamos tentar mostrar para a população durante os quatro anos que não deve mais acontecer. A divisão política não é salutar para o crescimento do Município como um todo”.

Homenageado na Assembleia Legislativa (AL/RS) com a medalha Mérito Farroupilha em junho de 2016, o Dr. Nereu afirmou que não pretende mais concorrer a nenhum cargo público. Sua vida a partir de agora, é continuar colaborando com o Governo Municipal e com o PMDB, mas suas atenções estão voltadas aos cuidados, assim como desenvolve há aproximadamente 40 anos, da saúde da população guaporense e regional.

“Estive com o Governador Sartori no Palácio Piratini e ele brincou comigo. Disse: ‘E tu Nereu? Eu termino de Governar o Estado e minha missão se encerra, mas e a do doutor?’. Eu respondi: a minha já terminou. Tenho a política e o esporte no sangue, mas fundamentalmente tenho a profissão na minha cabeça. O que eu não abro mão é de ser médico e de atender a população como profissional de saúde. A política é um complemento. Sempre que eu puder ajudar ou participar farei com prazer, porque eu gosto muito de Guaporé. A cidade tem condições de criar novas lideranças (políticos) e se desenvolver politicamente”, afirmou.

Além de Bastian e dos vereadores Jairo Elias Zanatta e Homero Marcolina, o PMDB de Guaporé conta com quatro secretários municipais que colaboram com o desenvolvimento do Governo Municipal e na melhoria da qualidade de vida da população.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais