Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Secretaria recolhe lixo jogado no meio ambiente

por Eduardo Cover Godinho

Servidores, liderados pelo Secretário Gabriel Sartori, recolheram quase uma tonelada de lixo na Estrada que liga o Bairro São José a captação de água da Corsan

Caminhonete do Meio Ambiente foi utilizada para o recolhimento do lixo

O desrespeito ao meio ambiente em Guaporé parece não ter fim. Apesar das inúmeras campanhas de conscientização e pedidos para que os resíduos sólidos e orgânicos das residências, empresas e estabelecimentos comerciais sejam colocados nas lixeiras para o devido recolhimento e destinação correta, parte da população ainda insiste em “remar contra a maré”. O resultado da falta de respeito é trágico e poderá ser prejudicial no futuro.

Nas primeiras semanas do ano, uma série de denúncias do desrespeito ao meio ambiente foi recebida pela secretaria responsável em Guaporé. Os pontos indicados pela comunidade são sempre os mesmos: estradas vicinais da Linha Brítola, que liga a captação de água da Corsan e a Rua Elias Scalco. Nestes locais, a quantidade de lixo depositado anonimamente durante as noites e madrugadas, principalmente, é de se lamentar. Restos de comida, animais, móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, brinquedos, entre outros, são facilmente avistados por quem trafega pelas vias.

Nesta semana, a equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, liderada pelo Secretário Gabriel Sartori, efetuou o recolhimento e a limpeza das margens da estrada que liga o Bairro São José até a captação de água da Corsan. A estrada, com mais de cinco quilômetros, foi vistoriada e em pelo menos quatro pontos a quantidade de sujeira encontrada era absurda. Com uma caminhonete, os servidores recolherem o material e deram a destinação correta.

“É de se lamentar que ainda ocorra isso em Guaporé. Buscamos a conscientização da comunidade quanto ao respeito com o meio ambiente. Implantamos a coleta seletiva de lixo, na área urbana e na zona rural, mas parece que muitos ainda não sabem a importância que é a destinação correta dos resíduos para as próximas gerações. Além do ambiente ficar sujo, o lixo contribui para a proliferação de animais peçonhentos que trazem riscos a saúde. Pedimos um pouco mais de respeito de todos”, disse.

 

Punição

Para conscientizar e fazer com que haja uma harmonia entre os munícipes e a natureza, as autoridades municipais solicitam que a comunidade colabore na fiscalização e denuncie aos telefones (54) 3443.5987 ou (54) 3443.6372. Há punição para quem for pego em flagrante desrespeitando o meio ambiente.

Segundo a Lei 2.224/99 – Art. 86 – para a preservação da higiene pública, ficam vedados: o despejo e o lançamento de quaisquer resíduos, entulhos ou objetos em geral nos terrenos particulares, várzeas, canais, cursos d’água, bueiros, sarjetas, bocas-de-lobo, vias e logradouros públicos. A multa varia de 1 à 18 Vrms (Valor de Referência Municipal) conforme o grau de poluição.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais