Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Quase uma tonelada de lixo eletrônico recolhida em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Campanha aconteceu no Dia Mundial do Meio Ambiente pela Secretaria Municipal

Quase uma tonelada foi coletada pelo Município junto a comunidade guaporense
Foto: Eduardo Cover Godinho

O lixo eletrônico cresce três vezes mais que lixo convencional, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). A maior parte desses resíduos não tem ainda destinação adequada. Um risco para o meio ambiente e a saúde. Esse lixo produzido diariamente corresponde a toneladas de veneno que se mistura com diversos tipos de plásticos, metais e componentes, material que, se descartado de forma irregular, pode comprometer o solo e a água, prejudicando a saúde de todos os seres vivos. Por isso a preocupação das autoridades no sentido da destinação correta e conscientização da comunidade para que cada material eletrônico descartado seja enviado para reciclagem.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente realiza periodicamente campanhas na cidade, recolhendo todo o tipo de lixo eletrônico produzido pela comunidade. Na última edição, dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, a Secretaria arrecadou, no ponto de coleta da praça Vespasiano Corrêa, quase uma tonelada de equipamentos. Foram 900 quilos de computadores, eletrodomésticos, impressoras, fornos de microondas, caixas de som e muitos outros equipamentos inutilizados e que precisavam ser enviados para um destino correto. A arrecadação demonstra o grau de maturidade das pessoas, no sentido de separar o material, aguardar a campanha e realizar a entrega.

Ainda é possível a comunidade entregar equipamentos eletrônicos que não estão mais em uso. Até o dia 23 de junho, o interessado deverá procurar a Secretaria do Meio Ambiente que repassará as informações de como proceder para dar uma destinação correta para os resíduos. Os produtos arrecadados serão recolhidos pela empresa Natusomos, de Horizontina, uma das poucas empresas estabelecidas no Estado, direcionada no ramo de lixo eletrônico e resíduo industrial.

O Secretário Gabriel Sartori agradece a participação de todos e lembra que o descarte de lixo em locais impróprios e no meio ambiente é crime ambiental, passível de multa e demais penalidades da lei.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais