Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Guaporense participa de avaliação na Dinamarca

por Eduardo Cover Godinho

Renan Luís Bertuzzo, 18 anos, embarcou no dia 4 de junho para um dos mais importantes períodos na sua curta trajetória no esporte

Jogador, que defendeu o Lajeadense, está preparado para mais esse desafio
Foto: Divulgação

Cria das categorias de base da Agremiação Guaporense de Esportes (AGE), o jovem Renan Luís Bertuzzo, 18 anos, natural de Guaporé, trilha, com muito suor, dedicação e foco, seu caminho no concorrido cenário do futebol. Das quadras, onde treinou e disputou competições por quatro anos, Bertuzzo agora busca brilhar nos gramados. O garoto, que defendeu as cores do Juventus (Teutônia), Pratas da Casa (Arroio do Meio), Ivoti Global Fut (Ivoti), Internacional (Porto Alegre) e Lajeadense (Lajeado), embarcou no dia 4 de junho para a Dinamarca onde passa por um período de avaliações físicas, táticas e técnicas. As atividades, chamadas de refinaria, acontecerão no Clube HB Koge e foram intermediárias pelo empresário do atleta.

Destaque dos times por onde passou, o guaporense foi campeão gaúcho Suligafi em 2013, representando a Escolinha Pratas da Casa, mas nem tudo foram “flores”. Em 2016, quando começava a pré-temporada para mais um ano no Ivoti Global Fut, Bertuzzo sofreu uma séria lesão – rompeu o ligamento cruzado do joelho direito – e enfrentou longos meses de recuperação. Sem juniores em Ivoti, se viu obrigado a esperar uma oportunidade. No ano seguinte, acertou para defender o Lajeadense, mas, uma nova lesão no joelho – de menisco – o tirou de todo o Estadual.

“Passei 2017 treinando sozinho.  No mês de janeiro de 2018 fui contatado para retornar ao Lajeadense, mas para atuar no time profissional. Passei dois meses, porém, houve divergências (salário, posição onde estava sendo colocado) e pedi dispensa. Continuei treinando, desta vez com um dos meus empresários e posteriormente em casa”, destacou.

Apesar dos desencontros, tanto financeiro e dentro das quatro linhas, ele ressalta que o período em Lajeado foi de amadurecimento pessoal.

“Tive um grande crescimento como pessoa. Amadureci muito, conheci muitas pessoas e pude pegar conselhos e carregar comigo. Passei a ver tudo diferente. Mesmo nas dificuldades, podemos chegar onde almejamos”.

Bertuzzo, após dois meses de atividades, recebeu uma ligação do empresário para participar de um “peneirão” para jovens atletas que buscam brilhar no Velho Continente. O guaporense não pensou duas vezes e encarou o desafio.

“Me destaquei e fui selecionado a embarcar nessa viagem. Serão 10 dias e há grandes chances de continuar defendendo as cores do HB Koge”.

Ele embarca no dia 4 levando consigo na bagagem, a vontade de bem desempenhar as atividades propostas durante a “refinaria” e a esperança de poder, num futuro não tão distante, ser jogar de futebol, sonho que alimenta a esperança de milhares de crianças, adolescentes, jovens e adultos no mundo.

“Tenho como objetivo permanecer no futebol e consolidar a carreira. Meu sonho de se tornar jogador vai me corresponder a uma série de ações que levo comigo. Entre elas, pretendo criar uma Organização Não Governamental (ONG) para ajudar crianças e idosos que vivem nas ruas”, salientou.

O filho de Dianor e Ivanir Bertuzzo, moradores do bairro Santo André, sonha em jogar no Manchester City, da Inglaterra. Para isso, terá um longo caminho a trilhar.

“Sei que a tarefa não será fácil. Preciso evoluir muito, mas acredito no meu potencial e um dia chegarei lá”.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais