Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Guaporé pode abrigar projeto pioneiro no Rio Grande do Sul

por Eduardo Cover Godinho

Consórcio formado por empresa Alemã e Espanhola estuda investimento de € 35 milhões para implantar usina de reciclagem

Ilustração da usina de reciclagem de resíduo que está disposta a se instalar no Rio Grande do Sul
Foto: Ilustração

O município de Guaporé poderá, em um futuro não tão distante, abrigar um projeto pioneiro de reciclagem alternativa de lixo aos aterros sanitários na Serra Gaúcha. As empresas Ecohispanica (Espanha) e AXT & Rahn (Alemanha), com seus representantes, estarão expondo aos prefeitos e secretários municipais de meio ambiente integrantes da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (AMESNE) e outras regiões como Lajeado, Marau e Passo Fundo, a proposta de um modelo de produção de adubo orgânico e biomassa a partir dos resíduos sólidos gerados pelos seus munícipes e que irão se transformar em energia. Vão estar na Casa da Cultura nesta sexta-feira, dia 18, às 14 horas, o presidente da Ecohispanica Carlos Luis Alonso Garcia, o sócio da AXT Alejandro Rahn, o delegado de expansão internacional da Eco Jorge Nosti, o delegado comercial da Eco Farid Murad e o delegado comercial no Brasil da Eco Orlei E. Paganella Soares.

A reunião, segundo o Prefeito Paulo Mazutti, servirá para que os gestores municipais possam analisar a proposta. Todo o investimento para a instalação da planta sairia da Ecohispanica (Espanha) – que detém a tecnologia e faria a gestão do negócio – e dos cofres das empresas AXT & Rahn – que entraria com os recursos financeiros. Guaporé, que tem interesse em abrigar a usina de reciclagem alternativa aos aterros sanitários, entraria com a área de terras para a edificação do empreendimento. A localização geográfica e a logística da cidade são favoráveis para que os municípios em um raio de 100 quilômetros possam encaminhar os resíduos para serem transformados em biomassa e adubo orgânico.

“As empresas tem uma tecnologia muito avançada de reciclagem alternativa de resíduos e sua transformação em biomassa e energia na Europa. É um investimento que supera os € 35 milhões. É um sonho que se poderá se transformar em realidade. A reunião no município não nos dá certeza do investimento aqui, mas nós nos colocamos a frente como sociedade (Poder Executivo e empresariado) para o recebimento deste empreendimento em Guaporé”, disse Mazutti.

Orlei Soares, representante da Ecohispanica no Brasil, salientou que a geração mínima diária de resíduos para viabilizar a operação da usina é de aproximadamente 100 toneladas. A usina poderia gerar, segundo o Chefe do Executivo Municipal de Guaporé, até 75 megawatts.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais