Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Sessão Especial expôs a situação financeira do Hospital de Serafina Corrêa

por Valesca Heloisa Andreolli

Entidade ainda precisa de ajuda da comunidade

Sessão Especial expôs a situação financeira do Hospital de Serafina Corrêa
Foto: Assessoria da Câmara de Vereadores

Na última segunda-feira, dia 14, os Vereadores e a comunidade puderam acompanhar os números trazidos pelos representantes do Hospital Nossa Senhora do Rosário na 2ª sessão especial realizada neste ano pela Câmara de Vereadores.

Durante a explanação de quase uma hora, o contador informou aos presentes sobre a situação financeira da entidade, fazendo um comparativo do resultado dos anos de 2016 e 2017.  Apesar de incrementos por parte do contrato com o município no ano de 2017 e da renda oriunda da farmácia, o hospital ainda fechou com um déficit de R$ 286.250,06 (duzentos e oitenta e seis mil, duzentos e cinquenta reais e seis centavos).

Um dos pontos observados na apresentação dos números pelo contador do hospital, foi a redução das doações da comunidade se comparado o ano de 2016 com 2017. Um dos motivos apontados pelos vereadores, referente a redução das doações, foi a ampla divulgação das emendas parlamentares assinadas através de convênios, que trouxe a falsa impressão de que o Hospital possuía recursos em caixa.

Sobre este assunto, foi apresentado que no ano de 2016 foi recebido em torno de R$ 700 mil reais em emendas parlamentares e no ano de 2017, apesar de convênios assinados, nada foi recebido pelo hospital, sendo que a entidade espera o recebimento para 2018. Contudo o contador deixou bem claro em sua fala, que, as emendas parlamentares contribuem para a evolução tecnológica, mas não pagam as contas no banco. Desta forma, Zortéa justificou que as emendas assinadas vêm para compra de equipamentos ou outro fim específico, não podendo ser utilizado para pagamento de pessoal, por exemplo. No ano de 2018 está prevista uma emenda parlamentar no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) podendo ser utilizada para custeio, sendo a primeira recebida pelo município que poderá ser utilizada para esse fim.

Outro ponto positivo que auxiliou no resultado do ano de 2017, foi a entrada de valores da Farmácia, uma vez que o lucro foi revertido integralmente para a manutenção do hospital. Por isso, uma das formas da comunidade colaborar com o hospital é realizando suas compras na farmácia.

Ao final da reunião, e após os questionamentos dos vereadores, o contador informou que atualmente o Hospital não se sustenta, mas é viável e com a ajuda de todos poderá desempenhar seu papel a contento, ficando cada vez mais próximo da comunidade.

Informações Assessoria da Câmara de Vereadores

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários