Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Vida
10:00:00
 
 

Curso de primeiros socorros está sendo oferecido aos trabalhadores da educação pública em Serafina Corrêa

Baixar Áudio por Valesca Heloisa Andreolli

Estão participando 80 funcionários das escolas, dentre eles, professores, monitores, serventes e voluntários de 17 educandários do Município

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é parceiro nas práticas e no treinamento, além da participação de crianças voluntárias
Foto: Divulgação Prefeitura de Serafina Corrêa

A lei nº 13.722/2018 foi criada depois que o estudante Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, faleceu vítima de asfixia mecânica provocada por um pedaço de salsicha do cachorro-quente servido durante um passeio, promovido pela instituição de ensino em que estudava, no ano de 2017. Por não receber os primeiros socorros de forma rápida e adequada, Lucas acabou perdendo a vida.

A Lei determina que escolas públicas e privadas da educação básica devem capacitar seu quadro de professores e funcionários para prestação de primeiros socorros a alunos.

Atendendo ao determinado pela Lei que ficou conhecida como Lei Lucas, está sendo promovido o primeiro curso de Noções de Primeiros Socorros com as Escolas Públicas Estaduais e Municipais de Serafina Corrêa.

O curso está sendo realizado através de oficinas práticas e teve seu primeiro momento presencial no dia 25 de setembro. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é parceiro nas práticas e no treinamento, além da participação de crianças voluntárias.

Estão participando 80 funcionários das escolas, dentre eles, professores, monitores, serventes e voluntários de 17 educandários do Município como explica na entrevista Marla Gallina Coordenadora da Vigilância em Saúde.

Cada escola participante do projeto também recebeu a identificação com os telefones para acionar os serviços de apoio e um kit de primeiros socorros, como destacou na entrevista LikMayer da Cruz enfermeiro da Secretaria Municipal de Saúde.

O objetivo do curso é contar com pessoas capacitadas no ambiente escolar, dando suporte ao primeiro atendimento de socorro com a finalidade de que os profissionais que constantemente lidam com crianças tenham a capacitação necessária para atuar em situações de emergência e evitar que mais casos como o de Lucas aconteçam.

Acompanhe a entrevista com Marla Gallina Coordenadora da Vigilância em Saúde e LikMayer da Cruz enfermeiro da Secretaria Municipal de Saúde sobre o assunto.

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais