Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

CLJ de Guaporé comemora 25 anos de existência

por Eduardo Cover Godinho

O movimento de jovens CLJ, Curso de Liderança Juvenil, da paróquia Santo Antônio, em Guaporé, comemorou no final de agosto seus 25 anos de história. A festa iniciou com uma Missa de Ação de Graças na Igreja Matriz da cidade e após aconteceu um jantar dançante na Comunidade Santo André. Centenas de fiéis e jovens de oito paróquias da Arquidiocese prestigiaram o evento.

Há 30 anos o movimento foi trazido para Passo Fundo através do então Pe. Osvino José Both (hoje Arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil), que na época era pároco da Sagrado Coração de Jesus, em Passo Fundo. Em Guaporé, o CLJ foi fundado pelo padre Antonio Geraldo Dalla Costa. Segundo ele, quando se mudou para o município não havia um movimento de jovens na paróquia. Existia um pequeno grupo acompanhado pelo então reitor do seminário, padre Genoir Pieta, onde havia momentos de oração, de formação e lazer.

Padre Antonio, conta que para fortalecer e ampliar o grupo pensaram em se integrar ao movimento do CLJ, que já funcionava em Passo Fundo. “Acompanhei o primeiro grupo, para conhecer melhor. Posteriormente, participei também como diretor espiritual de alguns retiros em Passo Fundo. O grupo reunia-se duas vezes por semana. Durante a semana o momento do sacrário era difícil por causa da escola de vários. Mas aos sábados era mais favorável. No final, a gente animava a Missa na Igreja Matriz”, explica.

Com o decorrer dos anos, logo apareceram lideranças que foram animando as atividades e o movimento deslanchou. “Alegra-me o saber que a semente lançada há 25 anos continuou viva e frutuosa. A todos que participaram dessa caminhada, parabéns, o meu abraço e fiquem com Deus”, concluiu o fundador do grupo na paróquia.

De uma forma geral, o CLJ busca criar comunidade de jovens evangelizadores que são sinais da presença do líder Jesus Cristo nos diversos ambientes: família, escola, faculdade, trabalho, etc. Além disso, auxilia no discernimento da vocação pessoal de cada jovem.

Luciano Ecco, assistente social, participou ativamente do grupo por seis anos e hoje ele conclui que a vivência que teve no movimento contribuiu para suas escolhas pessoais e profissionais. “Agradeço ao CLJ e fico feliz por fazer parte da história deste grupo de jovens que me possibilitou refletir sobre o mundo que temos e o que queremos. Permitindo-me hoje entender que tudo que conquistei, não foi só pelos meus esforços e conhecimentos adquiridos, mas porque tenho comigo um ser maior, que me cuida, e me guia para o melhor caminho a seguir”, afirma.

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais