Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Roteiro de celebração para o dia 10 de novembro 2019

por João Carlos Romanini

Roteiro de celebração para o dia 10 de novembro O amor e a misericórdia de Deus nos devolvem a dignidade e a vida

Foto: Divulgação

ACOLHIDA

Animador: Queridos irmãos e irmãs, Paz e Bem! A liturgia de hoje convida-nos a renovar nossa fé na Ressurreição. O Senhor afirma que “Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos”. A espiritualidade cristã tem como centro e fundamento o Mistério Pascal de Cristo. A vida que recebemos de Deus, o mais valioso dom, deve ser preservada e partilhada com os irmãos e irmãs. Iniciemos nossa celebração, cantando.

 

ATO PENITENCIAL

Animador: Tudo que fere a dignidade humana, toda forma de injustiça, enfim, todo pecado, são sinais de morte. O amor e a misericórdia de Deus nos devolvem a dignidade e a vida. Humildemente peçamos perdão, cantando.

 

HINO DO GLÓRIA

Animador: Glorifiquemos a Deus pelo dom precioso da vida e por todos os que se empenham na defesa e promoção da vida, cantando.

 

LITURGIA DA PALAVRA

Animador: Sentados. Do coração de Deus brotam Palavras de vida. Abramos nosso coração para acolhê-las e praticá-las.

 

1ª Leitura: 2Mac 7,1-2.9-14

Salmo Responsorial: Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!

2ª Leitura: 2Ts 2,16-3,5

Evangelho: Lc 20, 27-38

 

REFLEXÃO

- A crença na ressurreição é o que dá sentido a esta vida. Se não ressuscitarmos, esta vida se esvazia. Confiar que Deus vai nos ressuscitar dentre os mortos recobre a nossa vida de significado e esperança.

- A primeira leitura nos relata um processo violento de tortura e morte de uma família que resistiu a se desviar do caminho e dos projetos de Deus. Foi a crença na ressurreição que fez com que esses irmãos enfrentassem corajosamente a morte. O texto tem como objetivo ajudar-nos a manter a fidelidade a Deus e não abandoná-lo de modo algum, nem mesmo diante da tortura. Isto nos lembra os incontáveis mártires da fé e da justiça de ontem e de hoje. A estratégia da tortura, usada nos Macabeus, foi e continua sendo muito usada em nossos tempos de intolerância, de injustiças contra os que profeticamente enfrentam as situações de opressão, os sistemas perversos que matam. A crença em Deus e nos seus ensinamentos era tanta que nem a tortura e nem a morte fizeram com que mudassem de ideia. Eles sabiam que alguém pode matar o corpo, mas não pode matar a alma.

- No evangelho, Jesus nos mostra que depois da ressurreição não acontece uma mera reprodução desta vida e das relações sociais que aqui desenvolvemos. Há muitas pessoas que pensam dessa maneira. Acham que a vida eterna é mera extensão ou reprodução dessa vida. A vida neste mundo é uma preparação para a outra vida, a vida eterna. Quem faz o bem neste mundo, pratica a justiça, vive o a mor, a misericórdia, a solidariedade, já experimenta aqui o Reino de Deus, e renascerá para a vida com Deus. O Deus de Jesus torna seus filhos participantes de sua vida. De uma vida capaz de superar inclusive a morte. A vida é dom do Senhor. A vida vivida em comunhão com o Senhor é uma vida qualitativamente indestrutível.

- Quem nos dá essa certeza da vida eterna é o próprio Jesus. Ele ressuscitou dos mortos, para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.

PRECES DA COMUNIDADE

Animador: Em sua misericórdia sem limites, o Senhor sempre nos escuta e nos atende. Após cada prece rezemos: Senhor. Nossa vida e salvação, ouvi-nos!

1 – Pelo Papa Francisco, profeta da justiça, da vida e da paz, para que não desanime diante das difamações e da perseguição, rezemos.

2 – Pela Igreja do Brasil, para que fiel a Jesus Cristo, seja sempre solidária e comprometida com os pobres e excluídos, promovendo a vida e a dignidade, rezemos.

3 – Pelos que tem responsabilidade sobre o povo, para que ouçam o clamor do povo e tomem decisões baseadas no direito e na justiça para todos, rezemos.

4 – Por todos nós, para que nos esforcemos em testemunhar o amor e a misericórdia como identificação com Jesus Cristo a quem seguimos, rezemos. 

 

OFERTÓRIO

Animador. Jesus, em razão do seu amor incondicional, ofereceu-se sem reservas pela humanidade. Como seguidores seus e desejosos de um dia participar da mesa celeste, junto com o pão e o vinho, ofereçamos nossa vida e missão, cantando.

 

COMUNHÃO

Animador: Com alegria recebamos o Pão do céu, comprometendo-nos a viver o amor e a misericórdia, partilhando o pão da terra. Cantemos

 

 

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais