Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

AGA formata prova com 24 horas de duração para 2021

por Eduardo Cover Godinho

Corrida, com base nas 24h de Le Mans, promete levar grandes emoções para os 3.080 metros do Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro

Placa homenageia o idealizador da praça automobilística
Foto: Divulgação

A Associação Guaporense de Automobilismo (AGA), que completa 50 anos de história em 2019, busca, dentro das mudanças e dificuldades impostas na área esportiva ao longo da década, se reestruturar. Muitas são as atividades, em especial na parceria com entidades como a Federação Gaúcha de Automobilismo (FGA), Federação Gaúcha de Motovelocidade (FGM) e apaixonados pela velocidade, que estão dando vida para o Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro.
Em um dos mais ousados projetos, a direção da AGA estuda a possibilidade da realização de uma corrida com duração de 24 horas. Inspirada nas 24h de Le Mans, disputada no Circuito de La Sarthe, o evento automobilístico em Guaporé tem como objetivo testar a resistência dos carros e protótipos, bem como dos seus pilotos. A proposta é realizar a prova no mês de janeiro, ou seja, na “entressafra” da velocidade no Brasil.
“Lançamos a proposta e estamos formatando a competição. Não é simples. Muitos acreditam que é só colocar o carro/protótipo na pista e acelerar. Não é bem assim. Temos que proporcionar algo atrativo para todos, em especial para o público que vai acampar. A prova envolve grandes despesas. Mas estamos confiantes e estamos elaborando o projeto para que possamos em janeiro de 2021 colocar em prática essa prova de longa duração, a maior realizada no Brasil”, disse Telmo Pereira, vice-presidente da AGA.
A expectativa dos organizadores é poder contar com no mínimo 30 carros e protótipos de grid de largada. A AGA trabalha na elaboração de um projeto para a captação de recursos via Lei de Incentivo à Cultura (LIC), através do Pro Esporte para minimizar as despesas e proporcionar, de forma gratuita, a entrada dos amantes da velocidade para acompanhar a prova.

Reconhecimento
A direção da AGA, presidida por Dilvo Salvi, substitui a placa de entrada das dependências da praça automobilística. Há anos, os dizeres destacavam o nome do circuito “Vitacir Paludo”, o que gerou confusão em muitos amantes da velocidade. Agora, a placa destaca o médico e ex-prefeito Nelson Luiz Barro, homem de visão futurista que idealizou na década de 60 a construção do autódromo.
Apesar da mudança, o circuito segue se chamando “Vitacir Paludo” (empresário e um dos fundadores da Vipal Borrachas/Nova Prata) e a torre de cronometragem continua homenageando Aurélio Batista Félix, ex-piloto e fundador de uma das maiores categorias do automobilismo do Brasil: a extinta Fórmula Truck, que por quase duas décadas proporcionou inúmeras alegrias aos amantes da velocidade.

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais