Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Repórter da RedeSul de Rádio é o vencedor do Prêmio Microfone de Prata 2016 da CNBB

por Tales Giovani Armiliato

Tales Armiliato venceu na Categoria Jornalismo com a matéria 'Os imigrantes em terras brasileiras'

Armiliato receberá o Prêmio Microfone de Prata no dia 08 de abril, em Aparecida (SP).
Foto: Divulgação

O jornalista gaúcho Tales Armiliato, 37 anos, foi o vencedor do Prêmio Microfone de Prata 2016 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ele venceu na Categoria Jornalismo. Coordenador de Jornalismo da RedeSul de Rádio, Armiliato disse que ficou muito feliz ao ser comunicado como um dos vencedores desta edição. “O Microfone de Prata é um dos grandes prêmios do jornalismo brasileiro. Por isso essa vitória é uma prova de que nosso trabalho também tem se tornado uma reveferência do bom jornalismo com credibilidade e ética na comunicação”.

Conhecido pelas conquistas no jornalismo gaúcho e brasileiro, Armiliato conta através da matéria “Os imigrantes em terras brasileiras”, as dificuldades e alegrias passadas por diferentes imigrantes haitianos, senegaleses e ganeses que chegaram a cidade de Caxias do Sul, na serra gaúcha, a procura de emprego. Durante mais de vinte minutos, o jornalista revela depoimentos emocinantes dos imigrantes e também como entidades e organizações auxiliaram essas pessoas no intuito de abrigá-las dos problemas existentes em meio a uma sociedade com problemas e desilusões .  

Dentre os trabalhos inscritos para os prêmios de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), nove foram selecionados pelas comissões julgadores. As produções escolhidas tratam de temas como saúde mental, política, imigração, santos brasileiros, arte, poesia e cultura. A cerimônia de entrega dos Prêmios de Comunicação ocorrerá no dia 8 de abril, durante a 54ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida (SP). Os prêmios concorreram às seguintes categorias: Margarida de Prata para Cinema, Clara de Assis para TV, Dom Hélder Câmara para jornais e revistas e Microfone de Prata para rádio.   

Em mensagem, o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, dom Darci José Nicioli, agradeceu a todos que enviaram suas produções, motivando para que os veículos prossigam no compromisso com a comunicação que transforma. “A Igreja no Brasil dialoga com o mundo da comunicação e da arte. Sempre foi missão da CNBB valorizar o trabalho de qualidade feito por esses profissionais e empresas que atuam nessas áreas. Desejamos que continuem comprometidos com a vida e sejam incentivados a produzirem mais”, expressou dom Darci.

O assessor da Comissão, padre Antônio Xavier Batista, avalia positivamente a edição 2016 dos Prêmios de Comunicação. De acordo com o sacerdote, a premiação vem cumprindo seu papel de incentivar a comunicação à serviço da vida e na promoção dos valores cristãos. “O principal objetivo dos Prêmios de Comunicação é o diálogo com a sociedade e todas as instâncias. Foram premiados os melhores trabalhos que retratam valores construtivos e humanitários. Desta forma, a CNBB deseja continuar a valorizar e colocar em evidência o trabalho feito por tantas pessoas, com bons resultados, porém muitas vezes desconhecidos”, explica padre Xavier.

Acompanhe, em áudio, a reportagem vencedora do Prêmio Microfone de Prata 2016 na Categoria Jornalismo. 

Seleção

Este ano, o processo de seleção das obras contou também com participação de uma comissão de bispos da CNBB. A primeira fase da escolha das produções foi realizada por um júri técnico composto por profissionais e docentes da Comunicação. Posteriormente, a comissão de bispos classificou os melhores trabalhos, dentro de cada categoria. 

Confira os vencedores:

Margarida de Prata - (Cinema)

a) Instituto Alberione - “Despertar para Sonhar”, de Osmar Koxne

b) ASACINE Produções - “Todas as vidas: Cora Coralina”, de Renato Barbieri

Clara de Assis - (Televisão)

a) TV Aparecida - “Desafios da Igreja: Ilha de Marajó”, de José Eymard Miranda Leite Sobrinho

b) EBC - TV Brasil - “Loucura e liberdade: saúde mental em Barbacena”, de Manuela Castro

Dom Helder Câmara - (Imprensa) 

a) Correio Braziliense - “Um país de Ressaca”, de Diego Martins de Amorim

b) Família Cristã - “Eles não tem culpa”, de Nathan Xavier

Microfone de Prata - (Rádio)

a) Rádio 9 de Julho - “Certas Canções”, de Antonio Manzatto

b) Rádio Excelsior da Bahia - “Irmã Dulce Hoje”, de Alan Guedes Amaral

c) Rádio São Francisco/Rede Sul de Rádio - “Os imigrantes em terras brasileiras”, de Tales Giovani Armiliato

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários