Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Conselho Regional de Odontologia flagra exercício ilegal da profissão em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Protético, que está inscrito no CRO/RS, prestava atendimento direto à pacientes em desrespeito à Lei

Foto: Divulgação

Fiscais do Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande do Sul (CRO/RS), com apoio da comunidade, flagraram um homem que exercia de forma irregular a profissão em Guaporé. Diligências, após reiteradas denúncias, foram realizadas para verificar se o protético, inscrito no CRO, estaria prestando atendimento direto à pacientes em total desrespeito à Lei.

Sem identificar o profissional e endereço, os fiscais confirmaram que o Técnico em Prótese Dentária (TPD) prestou serviços para diversas pessoas. A grande maioria das consultadas, confirmou ter recebido atendimento. Diante da iminente irregularidade, o CRO lavrou um Termo de Notificação e determinou a suspensão imediata das atividades privativas do cirurgião-dentista.

O processo está com as Comissões de Fiscalização e Ética para que as devidas providência sejam tomadas.

Ações

Além do CRO/RS, o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP/RS) recebeu denúncias sobre um suposto exercício irregular da profissão na cidade. Mandado de busca e apreensão (MBA) foi cumprido por agentes da Delegacia de Polícia (DP), de Guaporé, em um imóvel no bairro Nossa Senhora da Paz (Promorar).

No local, foram localizadas placas de dentes em acrílico, caixas de cera, dentadura, embalagens com produtos em acrílico líquido e em pó, moldeiras de dentaduras em metal e plásticas, dentes em acrílico, soluções neutralizantes, rolo de fio ortodôntico, ferramentas odontológicas e moldes em gesso para confecção de dentaduras.

O homem não possui diploma/registro para exercer a profissão de Técnico em Prótese Dentária (TPD).

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários