Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Celulares, facas artesanais e drogas encontrados em revista geral no Presídio Estadual de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Há dois anos a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) não realizava uma operação padrão no estabelecimento penal

Agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), lotados no Presídio Estadual de Guaporé e outros pertencentes à 7ª Delegacia Penitenciária Regional (7ª DPR - Serra) – sede em Caxias do Sul, com apoio do Grupo de Ações Especiais (GAES), localizaram na quinta-feira, dia 22 de julho, após a concretização de uma exitosa operação padrão, uma quantidade significativa de aparelhos de telefone celular, acessórios, facas artesanais – os chamados estoques, e entorpecentes nas galerias (celas) do estabelecimento penal. Há dois anos a casa prisional não era alvo de uma ação “pente fino” realizada pela direção da Susepe.

A atividade foi desencadeada após os mais de 150 apenados e apenadas se revoltarem e promoverem um princípio de motim (chutes nas portas, gritos desaforados aos agentes, e um pequeno incêndio em papelões na ala feminina) na semana passada, bem como, o número elevado de arremessos de objetos para o pátio interno que está sendo registrado pelos agentes da Susepe e pela guarda externa, sob responsabilidade da Brigada Militar.

“A operação padrão de revista se fez necessária para reconduzir a ordem, a disciplina e, principalmente, para a retirada destes aparelhos e produtos ilícitos que haviam entrado através dos arremessos que tornaram-se corriqueiros nos últimos tempos”, disse o diretor Alex Pacheco.

Durante a revista minuciosa nas celas foram encontrados cerca de 70 celulares, dezenas de estoques (facas artesanais), diversos fones de ouvidos, carregadores, baterias e chips das mais diversas operadoras, além de porções de crack, cocaína, maconha e comprimidos de ecstasy. Somente em uma das celas, 20 aparelhos estavam em poder dos apenados. Nenhuma transferência, no momento, será executada pela Susepe.

“Nesse momento, não. Porém, com as apreensões e com áudios de ameaças aos agentes e à Instituição que chegaram ao nosso conhecimento, um protocolo foi aberto para investigarmos de onde partiram. Inclusive, conforme o verificado, há presos da PASC (Charqueadas) que têm comandado as ações aqui. Não descartamos mais adiante a tomada de medidas para mantermos a ordem e a disciplina na casa prisional”, afirmou.

Segundo Pacheco, durante a operação padrão, poucos familiares compareceram em frente ao estabelecimento penal para verificar a intensa movimentação dos agentes da Susepe da 7ª DPR – Serra e do GAES. Não houve registro de tumulto.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais