Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Operação da Brigada Militar aborda centenas na praça Vespasiano Corrêa

por Eduardo Cover Godinho

Policiais do 4º Pelotão, com apoio da Força Tática (FT), deram um basta momentâneo na algazarra que incomodava a comunidade guaporense

“Devido aos fatos que estão ocorrendo nas madrugadas dos finais de semana, organizamos essa operação para dar um basta nos constantes incômodos gerados por dezenas de jovens na área central. É uma resposta que a Brigada Militar está dando para a comunidade guaporense”, destacou o tenente Júlio César de Oliveira Greff, comandante do 4º Pelotão da Brigada Militar (BM), de Guaporé, após a ação exitosa realizada na noite da sexta-feira, dia 16 de outubro, que estendeu-se na madrugada do sábado, dia 17. Qualquer pessoa, mais de 200 na contabilidade final, foram abordadas na avenida Monsenhor Scalabrini, área central do município – defronte à praça Vespasiano Corrêa.

A operação, com apoio da Força Tática (FT) – equipes da 2ª Companhia de Brigada Militar (2ª CIA) com sede em Nova Prata, alcançou seu objetivo. Os “fatos” citados pelo tenente Greff, estes lamentáveis e repudiados pela população, foram constatados no final de semana passado quando o centro da cidade virou, por alguns minutos, um campo de batalha. Jovens depredaram o patrimônio público (bancos da praça) para, com pedaços de madeira, fazer de “armas” para agressões físicas. Garrafas e outros objetos também foram utilizados durante a briga. Um rapaz, de 32 anos, chegou a ser socorrido com múltiplas perfurações por golpes de arma branca (faca).

Muitos, em grupo de mensagem instantânea (WhatsApp) e nas redes sociais (Facebook e Instagram) ao longo da semana, afirmavam que a Brigada Militar deveria tomar uma atitude mais enérgica com as arruaças. O destaque negativo que muitos deram chamando a área central de “Terra de Ninguém”, segundo Greff, não cabe para Guaporé.

“Começamos a observar que aumentaram os delitos, em especial as ocorrências de lesões corporais e vias de fato, nas adjacências da praça central. Organizamos a operação e acreditamos ter alcançado o objetivo proposto. O saldo foi positivo. Foram mais de 200 pessoas abordadas e dezenas de veículos fiscalizados. Constatamos, durante a ação, a presença de menores de idade e este foram entregues ao Conselho Tutelar Municipal. Após a atividade, houve dispersão e os moradores puderam ter uma noite de sono mais tranquila”, destacou Greff.

O comandante afirmou que, dentro das possibilidades, operações desta natureza serão rotineiras, inclusive em outros locais.

“Intensificaremos as ações de abordagem, especialmente no combate a perturbação de um modo geral. Aumentaremos a fiscalização em condutores que fazem uso de bebidas alcoólicas e utilizam seus veículos automotores pelas vias urbanas. A Brigada Militar está e continuará 24h nas ruas para proporcionar tranquilidade a comunidade”, afirmou.

Quatro conselheiros tutelares estiveram acompanhando a atividade e, diante da situação, tomaram todas as medidas legais com os menores de idade que estavam na área central e foram abordados pelos policiais militares. Os veículos, com pendências administrativas, foram recolhidos e encaminhados para o depósito do guincho credenciado pelo Departamento de Trânsito (Detran/RS).

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários