Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Estelionatários aplicam o famoso “Golpe do Bilhete” em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Mulher de 69 anos perdeu R$ 3 mil. Criminosos conseguiram enganar a idosa e efetuaram dois saques de R$ 1,5 mil cada

Foto: Divulgação

Apesar do avanço da tecnologia e os crimes de estelionato estarem em evidência, o “velho, mas sempre atual” Golpe do Bilhete, voltou a causar prejuízos financeiros a uma moradora de Guaporé. Uma mulher, de 69 anos, foi vítima de estelionatários na tarde da quinta-feira, dia 20 de janeiro, na área central. Ela, enganada por dois criminosos, perdeu R$ 3 mil.

Conforme o registro na Delegacia de Polícia Civil (DP) de Guaporé, a mulher deslocava-se pela Avenida Monsenhor Scalabrini em direção a um supermercado onde efetuaria suas compras. Quase chegando no destino, ela foi abordada por um homem que começou a contar-lhe que havia ganho um suposto bilhete premiado em uma negociação. Em questão de segundos, uma outra pessoa se aproximou e, na “ânsia de colaborar”, informou que ligaria para o 0800 da Caixa Econômica Federal para saber se o bilhete era válido e se continha alguma premiação para ser resgatada. Do outro lado da linha, uma terceira pessoa atendeu e confirmou que havia um prêmio de R$ 1,57 milhão.

O primeiro estelionatário solicitou ajuda à idosa para efetuar o resgate do prêmio, informando que lhe daria R$ 100 mil. O comparsa pediu o cartão e a senha para tirar um extrato e, após lograr êxito, foi em “direção ao banco”. Na volta, devolveu-o e disse à vítima que não havia conseguido e que a mesma deveria verificar a situação na agência. Sem saber que havia caído no “Golpe do Bilhete”, ela, ao analisar a conta bancária”, percebeu que haviam sido feitos dois saques de R$ 1,5 mil. Ao voltar ao local que foi abordada, não encontrou mais os dois homens.

Agentes da DP, através de imagens de câmeras de segurança de imóveis, estabelecimentos comerciais, do sistema de videomonitoramento da agência bancária onde ocorreram os saques, tentarão identificar os estelionatários. Uma das hipóteses é que a dupla seja oriunda da cidade de Passo Fundo, berço do crime do “Golpe de Bilhete” na região Sul do Brasil.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários