Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Golpe do cartão volta a fazer vítimas em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho e Letícia Brignol

Agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP) emitem alerta para evitar que novas pessoas sejam lesadas financeiramente pelos golpistas

Foto: Divulgação

O velho golpe que se inicia com ligações telefônicas em nome de supostas instituições bancárias informando que o cliente (vítima) tem transações suspeitas em seu cartão de crédito/débito, volta a registrar casos, fazer vítimas e preocupar os agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP) de Guaporé. Pelo menos duas pessoas, que acabaram ludibriadas pela ação dos golpistas, foram lesadas financeiramente na terça-feira, dia 19 de outubro. Uma das vítimas perdeu cerca de R$ 7 mil.

Estelionatários se passam por “funcionários de bancos” e entram em contato via telefone com os correntistas, geralmente pessoas de idade. Dessa forma, informam que seu cartão está apresentando uma série de operações duvidosas (compras em sites) e, com isso, convencem-nas a entregá-lo e informar a senha. Após longa conversa e sabedores que a pessoa foi persuadida, solicitam a entrega do cartão para um “bancário” que irá até a residência buscá-lo para averiguação. Este, por vezes, utiliza um crachá falso para atestar à vítima a “veracidade” da situação exposta pelo colega durante a ligação telefônica. O estelionatário informa que outro cartão será enviado.

Com informações pessoais importantes em mãos e o próprio cartão físico, os golpistas atingem seu objetivo: retirar milhares de reais da conta da vítima sem o uso da violência. Eles efetuam saques direto no caixa eletrônico de instituições bancárias ou postos de atendimento, contratam empréstimos rápidos, entre outras operações.

São muitos os artifícios que os criminosos tentam usar para atingir êxito em seus golpes. Apesar da comunidade já ter conhecimento de muitos desses crimes de estelionato, o número de vítimas cresce diariamente. Em Guaporé, conforme dados da Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP/RS), foram registrados 186 casos de estelionato até o dia 30 de setembro de 2021. Diante da situação, as autoridades policiais deixam um alerta.

“É importante informar que a instituição bancária não entra em contato para recolher o cartão na residência de nenhum correntista. Portanto: nunca entregue seu cartão a ninguém. Outro ponto é repassar os dados pessoas como CPF, Identidade e senhas. Nunca forneça. Os bancos não solicitam o número da senha por ligações telefônicas. São detalhes simples que podem evitar que mais e mais pessoas sejam vítimas dos estelionatários”, disse o delegado Tiago Lopes de Albuquerque.

Em caso de dúvidas, o cliente deve entrar em contato com o gerente indo pessoalmente ao seu encontro na agência bancária.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais