Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Homem é preso pela Polícia Civil por descumprimento de medidas protetivas em Dois Lajeados

por Eduardo Cover Godinho

Morador de Guaporé, de 32 anos, espancou ex-companheira nos fundos do Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro no mês de novembro de 2021

Foto: Divulgação

Foragido desde o mês de dezembro de 2021, um homem, de 32 anos, morador do bairro Nossa Senhora da Paz, foi localizado na manhã da quarta-feira, dia 19 de janeiro, por volta das 5 horas, em uma ação dos agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP), de Guaporé, na zona rural do município de Dois Lajeados. Suspeito de espancar a ex-companheira, 22 anos, e voltar a ameaçá-la no mês de novembro, ele foi encontrado na colheita da uva em uma propriedade rural na Linha Emília, nas proximidades da Pequena Central Hidrelétrica (PCH).

O homem, conforme registros nos órgãos de segurança pública, agrediu com socos e pontapés a jovem, com quem conviveu durante três anos (eles têm um filho de quase dois anos), no mês de novembro, dentro da residência. Na oportunidade, ainda obrigou-a a entrar no automóvel – Fiat Palio, e deslocou-se até os fundos do Autódromo Internacional de Guaporé onde continuou o espancamento. A ex-companheira, não aguentando mais as agressões, fingiu-se de morta. Ele então ligou para a irmã da vítima informando a situação. Em áudios, dias após, disse que iria “arrancar a cabeça da ex-companheira”. Ainda passou a persegui-la nas proximidades da escola onde o filho frequenta, no trabalho e no imóvel de familiares. Além disso, voltou a agredi-la com puxões de cabelo e ameaçá-la. A jovem, em virtude da situação, requereu medidas protetivas de urgência à Justiça.

O homem voltou a procurá-la e, portando uma faca, passou a ameaçá-la dentro do imóvel da vítima. Na ocasião, puxou novamente seus cabelos, levou um televisor de 50 polegadas e na saída danificou o portão da residência. O agressor ainda perseguiu a ex-companheira enquanto ela deslocava-se com o veículo para a DP.

Os policiais civis, após confirmarem o paradeiro do foragido, buscaram mais informações junto ao seu patrão. Porém, o mesmo tentou ludibriar os agentes, mas não obteve sucesso. O homem estava na propriedade e, após cientificado, foi encaminhado para os procedimentos legais na DP e posteriormente conduzido para a Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários