Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Música e Informação
06:30:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Veículo efetua manobras perigosas a 300 metros da Polícia Rodoviária Estadual

por Eduardo Cover Godinho

A “graça” nas arrancadas não durou muito. Policiais rodoviários identificaram o autor e este responderá pelo art. 308 do Código de Trânsito Brasileiro

Condutor e veículo foram identificados e abordados pelos policiais rodoviários
Foto: PRE Casca

A felicidade do condutor de um automóvel Volkswagen Gol, emplacado em São Domingos do Sul, em realizar manobras perigosas a 300 metros da base do 2º Pelotão Rodoviário Estadual (PRE), não durou muito. Querendo “aparecer” para amigos que, inclusive filmavam o momento de diversão, o jovem, conforme imagens que circularam em grupos de mensagens instantâneas (WhatsApp), foi extremamente imprudente e no sábado, dia 17 de abril, em plena rodovia ERS-324 - proximidades do trevo principal de acesso ao município, chiou pneus.

Assim que foram informados pelos condutores que passavam pelo trecho, os policiais rodoviários, sob comando do sargento Norton, passaram a procurar o motorista infrator, porém, num primeiro momento não o localizaram. À tarde, durante patrulhamento, o jovem transitando com o veículo foi abordado na rodovia. Após a verificação das características repassadas e pelas imagens dos vídeos foi possível constatar que era o mesmo que, horas antes, tinha praticado as manobras proibidas.

Diante do fato, os policiais rodoviários registraram a ocorrência. O jovem, que havia adquirido o Gol no mesmo dia, responderá pelo Art.308 da Lei nº 13.546/2017 – do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), que destaca: “participar, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística ou ainda de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente, gerando situação de risco à incolumidade pública ou privada”.

A pena pode ser de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão para dirigir veículo automotor. De acordo com a PRE, o veículo estava no nome de outra pessoa, que ainda não tinha feito a transferência para o infrator.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários