Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Condutor embriagado causa acidente na Avenida Silvio Sanson

por Eduardo Cover Godinho

Além dele, mais três pessoas estavam em um GM/Vectra que colidiu em uma Ford/Ka estacionado na via pública

Policiais do 4º Pelotão da Brigada Militar (BM), de Guaporé, juntamente com uma guarnição do 3º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), atenderam no final da noite do domingo, dia 16 de maio, por volta das 11h30min, um acidente de trânsito com lesões corporais na área central do município. O condutor de um GM Vectra colidiu em um Ford/Ka que estava estacionado na via pública. Ambos os automóveis são emplacados em Guaporé.

Conforme o registro da ocorrência, motorista do Vectra, acompanhado de mais três pessoas, transitava pela Avenida Silvio Sanson quando, por motivos ignorados, perdeu o controle da direção na altura da sinaleira instalada no cruzamento com a rua Félix Engel Filho, proximidades de uma abastecedora de combustíveis. Desgovernado, o veículo atingiu o Ford Ka e capotou metros adiante, ficando com as rodas para o alto. Todos os ocupantes, mesmo o condutor informando sentir dores no ombro esquerdo, recusaram a condução do serviço de socorro para o Hospital Manoel Francisco Guerreiro. Eles não apresentavam ferimentos pelo corpo.

O responsável por causar o acidente estava com forte hálito etílico, olhos avermelhados, vestes desalinhadas e andar cambaleante. Ele se recusou a fazer o teste do etilômetro (bafômetro), ofertado pelos policiais militares. Diante da negativa, foi conduzido para a casa de saúde pelos bombeiros, a pedido da guarnição da BM, para exame e a verificação se havia ou não ingerido bebida alcoólica, como também para analisar as escoriações no ombro. Foi confeccionado o Termo de Constatação dos sinais de alteração da capacidade psicomotora, documento previsto na Resolução nº 432 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). Os policiais entraram em contato com o plantão da Delegacia de Polícia Civil (DP), de Marau, e foram informados que não havia necessidade do deslocamento até a DP, podendo ser confeccionado um boletim de ocorrência. Após o registro o condutor foi liberado.

Os automóveis, parcialmente destruídos pela colisão, foram recolhidos ao pátio do guincho credenciado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RS).

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários