Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Operação Fratres: Brigada Militar e Polícia Civil cumpriram mandados em Bento Gonçalves e Dois Lajeados

por Diogo Lazzarotto

Policiais frustraram ação delituosa que estava sendo programada para acontecer em agência bancária da região. Duas pessoas foram presas e armas foram apreendidas

Foto: Divulgação

Policiais da Brigada Militar (BM) e da Polícia Civil (PC) deflagraram na madrugada da quarta-feira, dia 17 de fevereiro, uma operação de combate à criminalidade nos municípios de Bento Gonçalves e Dois Lajeados. A ação, com participação da Delegacia de Repreensão a Roubos do Departamento Estadual de Investigação Criminal (1.ª DR/DEIC), Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) – Bento Gonçalves, agentes da Inteligência da BM e do 3º BPAT, Batalhão de Aviação (BAV/BM), canil do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) – Caxias do Sul, e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), cumpriu oito mandados de busca e apreensão em imóveis relacionados ao grupo investigado.

A Operação Fratres, que no latim destaca-se como “Irmãos”, frustrou a prática de roubo a uma instituição bancária que estava sendo programada por uma facção e aconteceria, provavelmente nesta semana, em município próximo a Guaporé. Dois irmãos, de 30 e 32 anos, foram presos por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido (numeração suprimida). Armas de fogo (duas pistolas calibre 380 ACP e um revólver calibre 38 SPL), veículos (Audi Q3 e Ford Ecosport), joias, telefones celulares, notebooks, ipad foram apreendidos pelos policiais civis e militares para fins de investigação criminal. Uma das caminhonetes está avaliada em mais de R$ 84,9 mil. Em uma propriedade rural de Dois Lajeados, provavelmente ponto de reunião/encontro da quadrilha - conforme apurado durante as investigações, foram apreendidos R$ 43,4 mil em espécie, além de telefones celulares.

Os presos, líderes da organização criminosa estadual – um deles cumpre pena em regime de monitoramento eletrônico por tornozeleira e outro em liberdade provisória, são conhecidos dos órgãos de segurança pública e foram encaminhados para a DPPA de Bento Gonçalves para o registro do flagrante. O mentor é condenado pelo roubo a carro forte ocorrido em 2018 na cidade de Bento Gonçalves.

“Os presos possuem antecedentes por roubo a banco. Fizemos levantamentos durante a investigação, em conjunto com a Brigada Militar, e formulamos um relatório solicitamos as medidas cautelares de busca e apreensão com intuito de evitar o roubo a estabelecimento bancário que constava na denúncia. Foram cumpridos os mandados em seis residências e um comércio em Bento Gonçalves, e uma residência, supostamente onde seria o local de reunião do grupo, na região de Dois Lajeados”, destacou o inspetor Charles Maciel, do DEIC.

O município onde a quadrilha planejava efetuar o roubo a agência bancária não foi divulgado pelos policiais que participaram da Operação Fratres.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários