Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Polícia Civil prende quarto acusado do assassinato de Sbalchiero

por André Fabio Bresolin

Jovem de 18 anos portava um revólver cal. 32 no bolso da jaqueta

Ele é o quarto acusado do assassinato de Rafael Dos Santos Sbalchiero, de 31 anos

Agentes da Delegacia de Polícia (DP), de Guaporé, efetuaram na tarde da terça-feira, dia 13 de agosto, no bairro Nossa Senhora da Paz (Promorar), a prisão do quarto acusado do assassinato de Rafael Dos Santos Sbalchiero, 31 anos, encontrado com mais de 20 perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. O jovem, identificado pelas iniciais V.R., 18 anos, em via pública com outras pessoas quando os policiais, que realizavam diligências na comunidade, visualizaram-no e efetuaram a abordagem. Ele, conforme o delegado Tiago Lopes de Albuquerque, que comandou a atividade exitosa, portava um revólver cal. 32 no bolso da jaqueta.

“Realizávamos diligência para efetivar a prisão do quarto envolvido na morte do rapaz na Linha Três de Maio/Brítola (fato no começo de julho de muita repercussão por ter sido filmado e divulgado em aplicativo de mensagens-Whatsapp), quando percebemos que ele estava transitando na rua. Para a nossa surpresa, quando fomos prendê-lo, ele portava uma arma de fogo com numeração suprimida”, destacou.

O vídeo, segundo o delegado, colaborou com os trabalhos do setor de investigação da DP de Guaporé. Porém, para que todos fossem colocados atrás das grades, havia necessidade da realização de diligências para a produção de provas necessárias para representar pela prisão.

“Fornecemos ao Poder Judiciário todos os elementos necessários para a decretação das prisões. Posteriormente, com o êxito na captura dos primeiros três envolvidos, recebemos informações que V.R. havia deixado a cidade, inclusive que estaria em outro estado. Porém, novos detalhes davam conta que ele teria retornado para Guaporé. De posse das informações passamos a fazer diligência e a captura era questão de tempo. Fato que foi concretizado na tarde de hoje (terça-feira)”, salientou.

O delegado Albuquerque disse ainda:

“Acreditávamos que ele possa ter imaginado que, como se passaram mais de 30 dias do fato, não estaria mais sendo procurado. Tanto que o localizamos em via pública no Promorar”.
Após identificado e receber voz de prisão, V.R. foi encaminhado para a DP de Guaporé onde foram realizados os procedimentos legais. Além da prisão temporária decretada pela Justiça, o jovem foi autuado em flagrante pelo porte de arma de fogo com numeração suprimida. Ao término do registro, ele foi conduzido para o Presídio Estadual.

Todos presos

Conforme o delegado Albuquerque, todos os envolvidos na morte - E.P.C., 26 anos, M.S., 26 anos, G.B., 21 anos, e V.R., 18 anos, - estão presos temporariamente. O Inquérito Policial (IP), com a prisão do quarto elemento e a conclusão das investigações, será remetido ao Poder Judiciário com o indiciamento pelo delito de homicídio qualificado e representação da prisão preventiva de todos.

“Estamos dando uma atenção especial para os crimes de gravidade como homicídio e roubos. É um trabalho intenso de investigação e buscamos dar uma resposta positiva para a comunidade que se sente amedrontada quando ocorre situações que envolvem violência com arma de fogo. Esperamos que a comunidade continue colaborando conosco e acreditando no trabalho da Polícia Civil”, destacou.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais