Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Polícia Civil descobre laboratório de drogas em Casca

por Eduardo Cover Godinho

Diversos pés de maconha estavam sendo cultivados em uma propriedade rural da Linha Parobé, zona rural do município

Agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP), de Casca, com apoio dos policiais de Marau e Serafina Corrêa, descobriram na manhã da quinta-feira, dia 10 de dezembro, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão (MDB), o cultivo de diversos pés de maconha em uma propriedade na zona rural do município. A droga estava sendo produzida em uma garagem, localizada na Linha Parobé, entre as cidades de Casca e Serafina. A ação, que resultou na prisão de um homem, de 45 anos, e na descoberta do laboratório de drogas, foi coordenada pelo delegado Thiago Roberto Zaidan.

Durante o cumprimento do MBA, os policiais civis descobriram que a garagem da residência havia sido completamente adaptada para o cultivo dos pés de maconha. O espaço externo era semelhante a uma garagem e não levantava suspeitas por quem transitava pela estrada vicinal. Porém, ao abrirem a portão, os agentes se depararam com o interior semelhante a uma estufa. No espaço, conforme o delegado Zaidan, havia climatizador, ventiladores, estrutura de iluminação artificial com lâmpadas de vapor, reatores, cobertura em tecido e plástico em todo o ambiente, mangueiras, vasos plásticos, sacos de terra, fertilizantes, sementes modificadas geneticamente, exaustores para substituir o ar, entre outros materiais que ajudam a manter a temperatura. Cannabis, em fase diferente de crescimento, foram encontradas.

“Além dos pés de maconha, que estava sendo cultivada em vasos e parte dela estava pendurada num varal, localizamos armas não registradas e munições não deflagradas na residência. Acreditamos que, pelo que apuramos ao longo de quatro meses de investigação, havia uma clientela (usuários) que adquiriam a droga há um bom tempo. Continuamos os trabalhos no combate à criminalidade e, em especial, ao tráfico de entorpecentes na cidade e municípios sob responsabilidade da DP de Casca”, disse o delegado Zaidan.

O homem, após receber voz de prisão pelo cultivo ilegal da erva e pelo armamento sem registro (revólver e três espingardas, sendo uma com silenciador), foi conduzido para a DP de Casca, onde foram efetuados os procedimentos legais. Na sequência, foi encaminhado para o Presídio Estadual de Guaporé onde fica à disposição da Justiça. A garagem/estufa foi completamente destruída com a utilização de uma máquina retroescavadeira.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários