Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Agentes da SUSEPE evitam fuga em massa do Presídio Estadual de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Apenados do semiaberto, com direitos suspensos ou sem carta de trabalho, haviam serrado parte das grades da janela

Dentro da cela 1 do Anexo, apenados estavam serrando as grades da janela
Foto: Eduardo Cover Godinho

Com informações privilegiadas, através de denúncias e desconfiando há dias que algo pudesse acontecer, agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) – lotados no Presídio Estadual de Guaporé, evitaram uma fuga em massa de apenados do regime semiaberto. Durante ronda, por volta das 23 horas do domingo, dia 29 de julho, três agentes, pelo lado de fora da casa prisional, constataram problemas estruturais em uma janela da cela 1 do anexo, onde estão cerca de 22 presos com direitos suspensos e/ou sem carta de emprego.

Ao verificarem a cela, pelo lado interno, houve a constatação que as grades de uma janela, que dá acesso ao lado de fora sem a proteção externa exercida pela Brigada Militar, estavam sendo serradas pelos apenados, destacou o chefe da segurança do Presídio Estadual de Guaporé, Mariton Machado.

“Os agentes, ao perceberem a janela danificada (parte dela cortada), efetuaram uma revista geral e localizaram duas serrinhas que estavam em poder de dois apenados. Quem cortou foram os apenados do semiaberto que não tem direito nenhum (sem emprego, saída temporária ou direito algum). Dois deles assumiram a autoria e disseram que somente eles iriam evadir-se do Presídio. Nós acreditamos que aconteceria uma fuga em massa, mas não há como precisar. Por sorte, evitamos que estes pudessem estar nas ruas cometendo novos delitos”.

Os dois envolvidos diretamente responderam processo administrativo disciplinar e os direitos estão suspensos até a decisão final. Além disso, irão responder por dano causado ao patrimônio público.

“Foram isolados por 10 dias preventivamente em cela fechada para que possamos verificar se somente eles participaram de fato da ação (serrar as grades da janela para fugir)”, salientou Machado.

Todos os apenados do semiaberto, que estavam na cela 1 do Anexo, foram alojados em outro ponto da casa prisional até que a janela fosse consertada.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários