Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Lar Santa Rita registra três mortes após surto de Covid-19 infectar 14 idosos

por Eduardo Cover Godinho

Um dos idosos morreu de aneurisma cerebral, porém, estava com exame positivado para a doença. Todos os outros infectados estão bem e passaram pelo período de isolamento

Idosos seguem sem receber visitas na casa asilar e todas as medidas sanitárias estão sendo aplicadas rigorosamente
Foto: Divulgação

Muita preocupação. Tensão. Ansiedade. Cuidados. Alívio. Tristeza e dor. Assim, com estas palavras, descrevem-se os momentos que passaram os integrantes da diretoria, profissionais, assistidos e assistidas do Lar Santa Rita, carinhosamente conhecido como Lar dos Idosos, bem como a comunidade de Guaporé e municípios da região. A casa asilar, presidida por Emílio Carlos Zanon (Caio Zanon), enfrentou, por um pequeno descuido após a aplicação de medidas rígidas sanitárias e de segurança por nove meses, um surto de coronavírus (Covid-19) que infectou 14 pessoas e afastou oito profissionais das atividades.

Após o período de isolamento necessário para a recuperação da doença, o Lar Santa Rita registrou a recuperação de 11 idosos e, infelizmente, a perda de três internos (um homem e duas mulheres) com 73, 81 e 92 anos. Uma das vítimas morreu de aneurisma cerebral, porém, estava com exame positivado para a doença e tornou-se parte das estatísticas da Covid-19.

“Com sinceridade, não prevíamos o surto da doença no Lar Santa Rita. Tomamos todas as medidas necessárias, isolamos os idosos, equipamos e qualificamos os nossos profissionais, mas, infelizmente, o coronavírus nos causou muita preocupação, tristeza e dor. Tivemos o registro de três mortes”, disse.

Caio Zanon agradeceu a comunidade guaporense e o Poder Público, através dos profissionais da área da saúde – setor de Vigilância Sanitária e Epidemiológico, pela colaboração e ajuda imprescindível nos momentos difíceis enfrentados durante o surto da Covid-19.

“Posso dizer que graças a Deus estamos sem nenhum caso ativo de Covid-19 no Lar Santa Rita. As barreiras foram criadas na hora certa e evitamos o pior, como percebemos que aconteceu em outras entidades que cuidam de idosos no Estado. Todos estão voltando ao convívio ‘normal’. Terminamos gradualmente o isolamento após 16 dias. E o que restou desse momento de angústia e de muita preocupação? Um aprendizado muito grande. Temos uma equipe profissional fantástica que não nos deixou na mão em nenhum momento. Posso afirmar que saímos mais fortes”.

O presidente destacou ainda:

“Não aprendemos a conviver com a morte. Me senti uma pessoa derrotada, arrasada sabendo que perdemos três pessoas queridas pela Covid-19. Criamos afinidade e laços íntimos com os idosos. É uma verdadeira família, eles fazem parte do nosso dia a dia”.

Conforme Caio Zanon, as medidas sanitárias e os protocolos seguem sendo aplicados de forma rígida no Lar Santa Rita. Todos os assistidos e assistidas são monitorados 24h por dia e novos testes para detectar a doença serão realizados em todos que frequentam a casa asilar.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários