Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Profissionais do Hospital Manoel Francisco Guerreiro recebem doses da vacina contra a Covid-19

por Eduardo Cover Godinho

Imunização teve início na manhã da quinta-feira, dia 21 de janeiro. Estão recebendo a Coronavac todos que atuam na linha de frente

A imunização aos profissionais que atuam na linha de frente contra o coronavírus (Covid-19) chegou ao Hospital Manoel Francisco Guerreiro, de Guaporé. Das 200 doses da CoronaVac (vacina produzida no Brasil pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac/China) recebidas pela Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, cerca de 50 foram destinadas para a casa de saúde. Recebeu as doses na manhã da quinta-feira, dia 21 de janeiro, na Sala de Vacinas do Centro Municipal de Saúde (ESFs I e II), o coordenador da enfermagem, Giovani Sgarbossa. Entregou os imunizantes a técnica em enfermagem e vacinadora Rosane Pin.

A vacinação, conforme a diretora Franciele Mezzomo, será concluída na quinta-feira. Serão imunizados os seguintes profissionais: cinco condutores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU); 10 enfermeiros; um fisioterapeuta; 11 médicos; três técnicos em radiologia; e 21 técnicos em enfermagem.

“São profissionais que estão diretamente ligados aos atendimentos de casos suspeitos e confirmados da Covid-19. Nos enche de esperança saber que as doses da vacina, mesmo que neste primeiro momento em quantidade insuficiente para atendermos todo o nosso quadro de colaboradores, chegaram. É motivo de alegria e muita emoção. Sabemos a pressão que estes estão passando há 10 meses. Tenhamos fé em dias melhores e nós, do Hospital Manoel Francisco Guerreiro, continuamos de prontidão para salvar vidas. Essa é a nossa missão”, disse Franciele que agradece o Secretário Muncipal de Saúde Ronaldo Invernizzi, e as servidoras do Setor de Vigilância Epidemiológica e Imunização pela parceria ao longo da pandemia.

Para a imunização de todos os profissionais que desempenham atividades no Hospital Manoel Francisco Guerreiro, o que inclui os que não estão na linha de frente no combate à doença, seriam necessárias aproximadamente mais 110 doses do imunizante. A expectativa é que nos próximos meses, assim que houver a disponibilidade, todos estejam protegidos contra a Covid-19.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários