Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Encontro Certo
19:00:00
 
 

Secretaria Municipal da Saúde realiza 1ª etapa de vacinação contra o sarampo

por André Fabio Bresolin

O “Dia D” está marcado para o sábado, dia 19

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, foram notificados 381 casos
Foto: Ascom/Prefeitura

O Poder Público, através da Secretaria Municipal da Saúde, deu início na segunda-feira, dia 7 de outubro, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Esta, conforme o cronograma, será a primeira, das duas etapas programadas para 2019 e, até o dia 25, os pais e responsáveis devem levar as crianças com idade entre seis meses e quatro anos, 11 meses e 29 dias que não estejam com a caderneta em dia. O “Dia D” está marcado para o sábado, dia 19. Na segunda etapa, em novembro, é a vez de atualizar a carteira de vacinação dos jovens de 20 a 29 anos.

A coordenadora do Setor de Imunização, enfermeira Regina Fin, a equipe de profissionais está preparada no Centro Municipal de Saúde (Posto Central) e nos Estratégias de Saúde da Família (ESFs), Nossa Senhora Aparecida, Triângulo, Bom Jesus e Promorar, para a aplicar a dose da vacina. Os pacientes do São José devem se dirigir ao Posto Central. As atividades se estende das 7h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min nos ESFs. No Posto Central o funcionamento é das 7h às 19h sem interrupção ao meio dia.
“É uma vacinação seletiva. Não é todas as crianças que irão receber a vacina. Depende da faixa etária e das doses que estão cadastradas na caderneta de vacinação. Se não realizou, dentro da faixa etária obrigatória para a primeira etapa, vai ser obrigada a fazer a dose, ou de intensificação, ou da rotina”, disse a coordenadora.

Regina salienta que a priorização do grupo (seis meses e menores de cinco anos) deve-se à elevada incidência da doença na faixa etária. Surtos estão sendo registrados no Brasil e no Rio Grando do Sul, conforme a Secretaria Estadual da Saúde, foram notificados 381 casos, sendo que deste total 334 (87,7) foram descartados, 13 confirmados (3,4%) e 34 (8,9%) estão em investigação.
“O objetivo da campanha é interromper a circulação viral. As crianças menores de cinco anos apresentam maior risco de desenvolver complicações, tais como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos pelo sarampo. É bom ressaltar que o sarampo é uma doença silenciosa e se alastra facilmente porque é via respiratória”, destacou.

A convocação, segundo Regina, é para os pais e responsáveis.

“As crianças não conseguem ir sozinhas receber a dose da vacina. Vacinar é um direito e um ato de amor. Verifiquem as cadernetas de vacinação e, se estiverem com dúvidas, tragam as crianças de seis meses a menores de cinco anos no Posto Central ou nos Estratégias de Saúde da Família para que os profissionais possam analisar a situação vacinal”, disse a coordenadora.

Conforme o Ministério da Saúde, à campanha terá continuidade em 2020. A imunização será dividida em três fases. A expectativa é que a vacinação contra o sarampo atinja 39 milhões de brasileiros, o equivalente a 20% da população.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários