Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

20ª sessão ordinária sem projetos para análise e apreciação

por Eduardo Cover Godinho

Pauta havia sido “limpa” na última atividade plenária. Com chuva e frio, poucos foram os munícipes que acompanharam os trabalhos

Plenário Roberto Baldasso, com a chuva e o tempo frio, recebeu poucos munícipes para acompanhar a sessão
Foto: Eduardo Cover Godinho

Cumprindo as normas do Regimento Interno da Câmara de Vereadores, de Guaporé, os parlamentares das bancadas do PDT, PP, PTB, MDB e PT se reuniram para a 20ª sessão ordinária de 2020. Sem projetos para análise e apreciação, os trabalhos no plenário Roberto Baldasso foram rápidos. Dos 11 representantes do povo, apenas Diego Nodari (PTB) não estava presente. O petebista, com problemas de saúde, evitou estar no ambiente e encaminhou ofício justificando sua ausência para a Mesa Diretora, presidida por Jairo Elias Zanatta (MDB). O destaque da sessão ficou para a quantidade de requerimentos apresentados. Apenas o vereador Pato (PP) apresentou um, algo incomum na atual gestão.

Como ocorre há três meses, os legisladores optaram, em comum acordo, por não utilizarem os espaços destinados para as palavras dos líderes e explicações pessoais, reduzindo o tempo de permanência na Casa do Povo e colaborando no enfrentamento à disseminação do coronavírus (Covid-19). Com chuva e frio, poucos foram os munícipes que acompanharam os trabalhos.

 

Requerimento

Pato (PP), o único a apresentar requerimento durante a 20ª sessão, solicita ao Poder Público a relação de funcionários concursados da Casa de Acolhimento. No documento busca especificadamente a função, constando o nome e a atribuição e onde está lotado.

 

Em tramitação

Sem votação, os vereadores aproveitaram para analisar o único projeto que está na Casa Legislativa. Deu entrada o 49/2020 que autoriza o Município a firmar acordo de cooperação técnica com a União, por intermédio da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Caxias do Sul, para instalação de um Posto de Atendimento presencial da Secretaria Especial da Receita Federal. Caso o projeto não seja aprovado, a Agência da Receita Federal deixará de atender no dia 27 de julho, o que acarretará em transtornos às empresas, escritórios de contabilidade, pessoas físicas e ao Poder Público. A proposta é a instalação do Posto de Atendimento no imóvel da CIC/SENAI. Cabe ao Município disponibilizar o espaço físico, materiais e serviços necessários para o funcionamento e até dois estagiários.

O projeto deve ir à votação na 21ª sessão ordinária, marcada para a segunda-feira, dia 6 de julho, às 19h, no plenário Roberto Baldasso.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários