Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

​Bancadas do PP, PTB e PDT apresentarão projetos Sugestão ao Poder Executivo

por Eduardo Cover Godinho

Kits Conectividade, Aulas On-Line e criação da Semana Municipal da Agricultura Familiar estão em análise na Casa Legislativa

Foto: Arquivo Rádio Aurora

Intensidade nas atividades dentro e fora da Câmara de Vereadores de Guaporé. Assim descrevem-se os primeiros quatro meses de atuação dos parlamentares da legislatura 2021/2024. Eleitos pelo povo para representá-los na Casa do Povo, os 11 vereadores das bancadas do PP, PDT, MDB, PT e PTB não medem esforços para informar sobre os atos e fatos públicos e cobrar do Governo Fabris e Bastian ações para uma cidade cada vez melhor de se viver. Na sessão ordinária de n.º 15, Fernanda Debona Baldin e Gilson Dai Pra (PDT), João Henrique Weschenfelder (PP) e Alessandro De Almeida (PTB) protocolaram três projetos Sugestão.

Os pedetistas encaminharam para apreciação dos colegas o projeto para a criação da “Semana Municipal da Agricultura Familiar no município de Guaporé”. Conforme Fernanda e Gilson, o objetivo é sensibilizar os moradores quanto ao tema, homenagear os agricultores e estimular o crescimento do setor primário. Mostrar as vantagens econômicas, ecológicas, sociais do modelo sustentável da agricultura familiar e ampliar os conhecimentos técnicos dos produtores rurais através de cursos e workshops também faz parte da proposta.

“Em Guaporé, o setor rural, em sua maioria é formado de agricultores familiares que produzem uma gama enorme de alimentos: milho, soja, trigo, frutas (uva, laranja, morango). Criações: bovinos, suínos, aves, e há espaço para mais alternativas. Diante do quadro, é importante criar a Semana Municipal da Agricultura Familiar, para valorizar, incentivar esses agricultores que possuem uma importância tão significativa na agricultura do nosso país e em nosso município”, disseram os pedetistas.

O progressista Pastor João Henrique apresentou o projeto que “Institui o Programa de aula on-line via plataformas digitais nos seus horários e turnos específicos”. A proposta é transmissão as atividades educacionais on-line em seus horários e turnos específicos normalmente, em virtude das aulas, quando voltarem a ser presenciais, as turmas serão divididas entre os Grupos “1 e 2”, ou seja, uma semana ficarão em casa e outra na escola (50% presenciais).

“Sendo transmitidas on-line os próprios alunos poderiam tirar suas dúvidas com os professores instantemente. Acredito que é hora de acharmos soluções inteligentes para diminuir o déficit de aprendizado dos alunos. A sugestão é possível e viável sendo necessário uma nova visão didática para o momento”, disse o progressista.

Com uma proposta mais ousada, o petebista Alessandro De Almeida sugere que a distribuição de “Kits de Conectividade a Adolescentes e Jovens de Escolas Públicas e Privadas”. Os kits seriam compostos por um smartphone, um cartão pré-pago para uso de internet durante período letivo, um caderno de 200 folhas pautadas, álcool em gel e máscaras. Para ter acesso, caso a proposta siga adiante, há uma série de pré-requisitos como não ter no domicílio nenhum dispositivo para acessar internet, ter cadastro único atualizado e que nele esteja identificado como membro de família de baixa renda ou em vulnerabilidade social, entre outros.

“Com a suspensão das aulas presenciais e a adoção do ensino online ou hibrido, as crianças, jovens e adolescentes que não têm acesso à internet, ficarão excluídos do seu direito de aprender. O acesso ao estudo à distância é crucial para evitar outro problema grave que atinge principalmente os adolescentes e jovens no final do ensino médio: a evasão escolar. O nosso papel é priorizar a educação e fortalecer toda a rede de organizações que apoiem esses jovens”, disse o petebista.

Todos os projetos Sugestão irão passar, antes de serem encaminhados para o Poder Executivo para análise, pela avaliação das comissões na Casa Legislativa e, posteriormente, se estiveram dentro da legalidade serão colocados em votação no plenário Roberto Baldasso durante as sessões ordinárias.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais