Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Câmara de Vereadores volta a realizar sessões ordinárias sem a presença da comunidade

por Eduardo Cover Godinho

Expediente dos servidores e assessores das bancadas do MDB, PP, PTB, PDT e PT será interno

Portas da Casa do Povo estarão fechadas, mas trabalhos continuarão
Foto: Eduardo Cover Godinho

A inclusão da Serra Gaúcha, composta por 49 municípios, na bandeira vermelha da modalidade de Distanciamento Controlado, por parte do Governo do Rio Grande do Sul, obriga as autoridades municipais, bem como suas comunidades, a adequarem-se à nova realidade quanto às medidas restritivas.
O Poder Legislativo, presidido pelo vereador Jairo Elias Zanatta (MDB), está efetuando uma série de mudanças para continuar com as atividade essenciais sem prejuízos ao município. O expediente dos servidores e assessores das bancadas do MDB, PP, PTB, PDT e PT será interno e o atendimento aos munícipes se dará por telefone ou por e-mail. Vereadores também poderão ser contatados diretamente por outros meios eletrônicos.
A sessão ordinária, marcada para a segunda-feira, dia 15 de junho, às 19h, acontecerá sem a presença do público, diferente do que estava acontecendo quando havia a possibilidade de 15 pessoas ocuparem as cadeiras. No plenário Roberto Baldasso estarão presentes somente os 11 representantes do povo, funcionários e assessores da Casa. Todas as medidas sanitárias e de saúde estão sendo rigorosamente cumpridas e nas dependências da Câmara de Vereadores encontram-se recipientes com álcool gel para higienização, bem como a higienização dos espaços é constantemente realizada com álcool 70%.
"Estamos nos adequando à bandeira vermelha que restringe uma série de atividades. É um momento difícil que todos estão passando, mas com a união de esforços vamos dar a volta por cima. Pedimos a compreensão de todos aqueles que gostam de acompanhar os trabalhos na Câmara de Vereadores", destacou.
Na sessão n.º 18, conforme o Convocação Oficial, não há projetos e ninguém inscrito para ocupar a Tribuna do Povo. Os 11 legisladores, em comum acordo, poderão incluir por acordo de lideranças projetos para apreciação momentos antes dos trabalhos terem início. Os espaços para as explicações pessoais e palavra dos líderes não devem ser ocupados pelos vereadores, fato que vem ocorrendo há cerca de dois meses.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários