Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
06:30:00
Caminhos da Fé
08:00:00
 
 

Munícipes presentes em grande número na segunda sessão ordinária de 2020

por André Fabio Bresolin

11 encaminhados da Administração Municipal estavam em tramitação nas Comissões

O objetivo da nova Mesa Diretora do Poder Legislativo, presidida pelo vereador Antônio José Pandolfo (PDT), popularmente conhecido como Antoninho, é reaproximar e colocar a Casa do Povo à disposição de toda a comunidade. Parece que, num primeiro momento, o chamado para que haja uma maior participação nas sessões ordinárias tem surtido efeito. Na segunda do ano, os munícipes estiveram em grande número acompanhando os trabalhos dos 11 representantes do povo, das bancadas do PDT, PP, PTB, MDB e PT. Sem projetos de Lei e Legislativo para apreciação, apesar de 11 encaminhados pela Administração Municipal estarem em tramitação nas Comissões, os vereadores viram os guaporenses, entre eles autoridades municipais, integrantes de diretorias de entidades assistenciais e servidores do Poder Executivo, quase que ocupar todas as cerca de 70 cadeiras disponibilizadas no plenário Roberto Baldasso.

“É uma satisfação para nós vereadores contar com tamanha participação da comunidade durante as sessões ordinárias. Que vocês possam sempre voltar e acompanhar o nosso trabalho em prol à população. Agradeço a cada um dos guaporenses. As portas da Câmara de Vereadores estarão sempre abertas”, afirmou o presidente Antoninho.

Na sequência, os vereadores apresentaram cinco requerimentos escritos e verbais para a Mesa Diretora. A Tribuna do Povo foi ocupada, pela primeira vez em 2020, pelo ex-presidente do Sindicato dos Municipários de Guaporé, Manoel Francisco Cardoso, que aproveitou o espaço para destacar alguns pontos do Regime Jurídico, reelaborado pelos servidores. Entre eles, o “vale-refeição” e a diminuição da carga horária de trabalho dos servidores do Parque de Obras.

“Peço apoio de todos os vereadores para que possamos, quem sabe ao longo de 2020, aprovar o Regime Jurídico em sua integralidade. Em especial, no que diz respeito à redução de trabalho para oito horas diárias na Secretaria de Obras”, disse.
Todos os parlamentares da Casa Legislativa se posicionaram favoráveis. Eles afirmaram que se uma nova proposta para alterações em pontos específicos do Regime Jurídico for encaminhada para apreciação, estarão ao lado do funcionalismo público.

Requerimentos

Cinco vereadores foram responsáveis pelos requerimentos apresentados durante a atividade plenária. Valcir Fanton (PP), o campeão da segunda sessão, requer informações sobre a rua Irmão Eduardo – Via Carreiro. O progressista quer saber como foi feita a licitação, o nome da empresa vencedora e se os moradores pagaram ou irão pagar pela pavimentação em pedra basalto. Solicita detalhes do recapeamento da rua Marechal Deodoro, entre as ruas Guilherme Mantese e Poente. Ao lado dos vereadores da bancada, Itamara Franceschini e Moustafh Roberto Sari Mahmud Muhammad (Pato), Pita requer informações sobre o reajuste do Fundeb para 2020 e o percentual gasto do fundo para o pagamento com os funcionários da educação.
Pato, por questões de segurança, encaminhou pedido para que a secretaria de Obras recoloque a iluminação pública na Linha Três de Maio (Brítola). Ronaldo Donida (PT) busca aumento na área de abrigo (área coberta) em frente à Escola Municipal de Educação Infantil Gasparzinho, localizada no bairro São José. A vereadora Marisa Bordin (PTB) requer que o Poder Público dê atenção especial para a estrada da Linha Três de Maio (Brítola).

3ª sessão

A próxima sessão ordinária, provavelmente com projeto de Lei para apreciação, está marcada para o dia 17 de fevereiro, às 19h, no plenário Roberto Baldasso. A convocação oficial, com a pauta completa, será publicada ao longo da semana. A comunidade guaporense é convidada a prestigiar os trabalhos.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários