Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Vereador Mann solicita audiência com Ministério Público e Corsan

por Eduardo Cover Godinho

Troca da adutora solucionaria diversos problemas de abastecimento de água

Petista, ao lado dos demais colegas parlamentares, busca a troca da adutora de água da Corsan
Foto: Eduardo Cover Godinho

A luta para que os moradores de Guaporé, em especial da área urbana, não sofram com o abastecimento de água potável, sob responsabilidade de distribuição da Companhia de Saneamento Básico (Corsan), continua sendo travada pelo vereador Valter Mann (PT). Em janeiro, quando os munícipes passaram dias com as torneiras secas, o petista, acompanhado do vereador Valcir Fanton (PP), encaminharam pedido para que o Ministério Público – Promotoria de Justiça de Guaporé (MP/RS) intervisse e fizesse com que a Companhia cumprisse as obrigações contratuais, em especial na substituição da adutora – alvo dos principais problemas de desabastecimento de água. O Poder Público fez o mesmo e cobrou explicações da Corsan.
No mês de julho, durante atividade na Câmara Municipal de Vereadores, Mann encaminhou pedido para que a Mesa Diretora, através do presidente Jairo Elias Zanatta (MDB), marcasse uma audiência com o MP e a direção da Companhia. Todos os representantes do povo assinaram o pedido e aguardam o posicionamento para o encontro, seja ele, presencial com todas as normas sanitárias sendo seguidas ou através de videoconferência.
A preocupação maior, e o pedido dos esclarecimentos, é quanto a adutora construída em 1959 que apresenta ferrugens, fissuras e rompimentos, o que ocasiona constantes interrupções de água.
“A empresa se limita a apenas fazer verdadeiros remendos”, disse Mann.
Em 2007, na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico de Guaporé (PMSB) firmou-se o compromisso, inclusive com contrato Programa para Prestação de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário com a Corsan, para, até três anos, da construção de uma nova adutora. Contudo, passados 13 anos, a estrutura que transporta água do rio Carreiro para a Estação de Tratamento de Água (ETA), no bairro São José, é a mesma.
“A Corsan está sendo negligente com a nossa comunidade e seguidamente ocorre interrupções do fornecimento de água. A Corsan sempre tratou de se “esquivar” de solucionar os problemas que causam interrupção do fornecimento de água à comunidade, cuja população, sob pena de ver seu já parco fornecimento de água cortado, paga mensalmente por um serviço ineficiente. É humilhante a situação que a comunidade guaporense é tratada pela direção da Corsan. Várias autoridades e lideranças locais já cansaram de bater na porta da Diretoria Estadual da Corsan, sem, contudo, obterem qualquer solução por parte da empresa”, destaca o petista.
Além do pedido para uma audiência, os vereadores, liderados por Mann, solicitam que o MP/RS, através do promotor Dr. Cláudio da Silva Leiria, tome medidas judiciais para responsabilizar a Corsan para a substituição imediata da adutora.

Arrecadação
Em 2019, durante atividade no plenário Roberto Baldasso, o vereador Mann apresentou dados da arrecadação mensal e investimentos realizados pela Corsan – Unidade Guaporé. Os valores são referentes ao ano de 2018 e aos nove primeiros meses de 2019 e foram encaminhados pelo Gestor do Departamento de Informações Comerciais, Rafael Lucena dos Santos, pelo Superintendente Comercial, João Alberto Madeira da Silva, Superintendente da Contabilidade Graziela B. Flores e pelo Gestor do Departamento de Bens, Direitos e Obrigações/Superintendência de Contabilidade Lauro T. Júnior.
A arrecadação de 2018 chegou R$ 10,7 milhões, enquanto os investimentos foram de R$ 99,2 mil. Nos nove meses de 2019, a Corsan contabilizava R$ 8,1 milhões arrecadados e R$ 55,4 mil aplicados em melhorias das redes, ETA, entre outras. Na somatória dos dois períodos e encaminhamentos da Companhia para análise dos representantes do povo, verifica-se investimentos na ordem de R$ 154 mil e arrecadação que beira os R$ 19 milhões. Na oportunidade, Mann solicitou ainda se a Corsan previa a aplicação de recursos para qualificar a distribuição de água em Guaporé. Porém, conforme ofício, o destaque:
“... não consta previsão de valores para o município. Estão contemplados no planejamento econômico-financeiro da Companhia, os investimentos que possuem recursos homologados e em fase de captação, não tendo sido considerado o plano de expansão”.
Nos dados de investimentos, não constam as despesas mensais da Corsan.

Investimentos
No final de 2019 e ao longo dos sete meses deste ano, a Corsan – Unidade de Guaporé efetuou a substituição da rede de água (tubulação) ao longo do perímetro urbano nos bairros Centro, Planalto, Vila Verde e Nossa Senhora do Carmo (Pinheirinho), modernização da infraestrutura da ETA, nova subestação – localizada próxima a captação de água no rio Carreiro, melhorias no sistema operacional (telemetria), entre outras.
Quanto à nova adutora, as informações extraoficiais, indicam que o projeto está sendo elaborado e em fase de conclusão. Não há maiores detalhes do valor de investimento.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários