Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Desrespeito com o meio ambiente é registrado em estrada vicinal

por Michele Lunardi

Mesmo após maciça campanha de recolhimento de lixo, comunidade insiste em despejar resíduos em terrenos baldios e nas estradas vicinais

Paisagem natural está ameaçada pelo acúmulo de lixo
Foto: Eduardo Cover Godinho

O esforço por parte das Secretarias do Meio Ambiente e Saúde de Guaporé para deixar a cidade cada vez mais limpa e longe dos mosquitos transmissores da dengue está, em partes, sendo em vão. Após o recolhimento de aproximadamente 28 toneladas de lixo e o encaminhamento para o aterro sanitário, devidamente cadastrado, em Serafina Corrêa, na ação denominada “Mutirão de Combate à Dengue”, novos “depósitos” de resíduos foram localizados na estrada vicinal que liga os Bairros Nossa Senhora do Carmo (Pinheirinho), Santo André e Nossa Senhora da Saúde à Linha 3 de Maio – Brítola.

Após a passagem pelo Cemitério Municipal, costeando o Arroio Barracão (proximidades do antigo britador), o que se visualizada por aproximadamente 500 metros não é nada agradável. Restos de sacolas e garrafas plásticas, papelão, ferro, materiais de construção, vidros, pedaços móveis de utensílios domésticos como fogões e geladeiras, sofás, roupas, entre outros materiais, dão o tom do desrespeito que o ser humano tem com o meio ambiente onde vive. A imagem desagrada quem trafega pela via e gera preocupação para o Poder Público. No leito do arroio a história se repete. Facilmente se encontram sacolas de lixo jogadas, quando não são restos de móveis e eletrodomésticos.

Para conscientizar e fazer com que haja uma harmonia entre os munícipes e a natureza, as autoridades municipais solicitam que a comunidade colabore na fiscalização e denuncie aos telefones (54) 3443.5987 ou (54) 3443.6372, Secretaria do Meio Ambiente. A punição para quem for pego em flagrante desrespeitando o meio ambiente.

Segundo a Lei 2.224/99 – Art. 86 – para a preservação da higiene pública, ficam vedados: o despejo e o lançamento de quaisquer resíduos, entulhos ou objetos em geral nos terrenos particulares, várzeas, canais, cursos d’água, bueiros, sarjetas, bocas-de-lobo, vias e logradouros públicos. A multa varia de 1 à 18 Vrms (Valor de Referência Municipal) conforme o grau de poluição.

Nos próximos dias, uma ação de limpeza, coordenada pela Secretaria de Obras e Viação, deverá dar uma cara nova ao local.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários