Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Sem respeito com o ambiente, lixo é despejado nas margens e no canal do Arroio Barracão

por Eduardo Cover Godinho

Colchão, roupas, garrafas pet e de vidro, vaso sanitário, entre outros objetos, foram recolhidos pelos servidores da Secretaria de Obras

Mais uma vez a falta de educação e respeito com o meio ambiente e, principalmente com a população, foi verificada por servidores do Poder Público Municipal – Secretaria de Obras e Viação. Em mais uma ação de limpeza das margens e do canal do leito do Arroio Barracão, trecho compreendido entre o bairro Nossa Senhora do Carmo (Pinheirinho) até a Linha Três de Maio (Brítola), a equipe, comandada por Juarez Sgarbozza, se deparou com muito entulho despejado.
Durante o trajeto, os servidores recolheram colchão, vaso sanitário, cabos (fios elétricos), restos de brinquedos, ferro, cadeiras, televisor, garrafas pet e de vidro, roupas, sacos plásticos, canos de pvc, entre outros objetos. Conforme a secretária de Meio Ambiente Monia Zampeze, a estrada vicinal, que margeia o leito do arroio, é ponto constante de descarte irregular de materiais.
“Infelizmente ainda nos deparamos com situações deprimentes de lixo jogado em meio ao Arroio Barracão e nas margens da estrada que liga para a Brítola. Não adianta o Poder Público investir recursos públicos no recolhimento de resíduos se nós, cidadãos guaporenses, não fizermos a nossa parte. A comunidade tem que colaborar. Lugar de lixo é no lixo. Há diversas formas de destinar corretamente os resíduos, sejam eles secos ou orgânicos, volumosos ou eletrônicos. Faça a sua parte e nos ajude a cuidar do meio ambiente”, disse Monia.

Colabore
A comunidade, afirma Monia, pode colaborar denunciando quem deposita lixo irregularmente. É importante, em casos de descarte nas margens das rodovias, em estradas e terrenos baldios, que anotem a placa do veículo e, se for de conhecimento, o nome de quem está praticando o ato. Os telefones de contato para as informações, todas elas mantido o sigilo do denunciante, são o (54) 3443.5987 ou 3443.6372, na Secretaria de Meio Ambiente.
O Decreto Federal n.º 6.514, de 22 de julho de 2018, estabelece infrações e sanções administrativas que podem variar de R$ 50,00 a R$ 10 mil para que for flagrado depositando resíduos irregularmente.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários