Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Encontro Certo
19:00:00
 
 

Margens da ERS-441 estão virando depósito irregular de lixo

por André Fabio Bresolin

Conforme a secretária de Meio Ambiente Mônia Zampeze, trecho virou um dos pontos que mais tem resíduos

Decreto Federal estabelece sanções que podem variar de R$ 50,00 a R$ 10 mil para quem for flagrado
Foto: Divulgação

A falta de consciência com o meio ambiente é verificada constantemente por moradores de Guaporé. Parte da população, que literalmente despreza e não tem respeito com próximo, faz de terrenos baldios, residências abandonadas, canteiros centrais das largas avenidas, estradas vicinais na zona rural e margens das rodovias ERS-129 e ERS-441, pontos de descarte de resíduos secos e orgânicos.

Nestes locais que é fácil verificar lixo depositado irregularmente. Sacolas plásticas, garrafas pet e de vidro, restos de materiais de construção, equipamentos eletroeletrônicos, caixas de papelão, roupas e calçados, restos de comida, madeira, entre outros, foram depositados às margens da ERS-441. O trecho entre Guaporé e Vista Alegre do Prata, conforme a secretária de Meio Ambiente Mônia Zampeze, virou, tristemente, um dos pontos da cidade que mais tem recebido resíduos.

“É lamentável o que estamos verificando neste e em outros locais. A minoria dos moradores, mas que mancha a reputação da comunidade hospitaleira e cercada de belezas naturais ímpares, está descartando irregularmente esses materiais. É prejudicial para o meio ambiente e para as futuras gerações. Estamos com campanhas e regulamente os resíduos, de todos os tipos de materiais, são recolhidos e têm a destinação correta”, destacou.

No caso da ERS-441, Mônia agradece a colaboração de um ciclista que, verificando o lixo espalhado, amontoou para que posteriormente fosse recolhido pela Administração Municipal.

“Havíamos programado, assim que soubemos do descarte irregular naquele trecho, uma ação de recolhimento. Felizmente essa pessoa consciente com o meio ambiente agrupou todos os resíduos e, assim que o tempo permitir, vamos dar uma destinação correta”, afirmou a secretária.

Conforme Mônia, a comunidade pode colaborar denunciando os infratores. É importante, em casos de descarte nas margens das rodovias, estradas e terrenos baldios, que anotem a placa do veículo e, se for de conhecimento, o nome de quem está praticando a irregularidade. Os telefones de contato para as informações, todas elas mantidas o sigilo do denunciante, são o (54) 3443.5987 ou 3443.6372, na Secretaria de Meio Ambiente.

O Decreto Federal n.º 6.514, de 22 de julho de 2018, estabelece infrações e sanções administrativas que podem variar de R$ 50,00 a R$ 10 mil para que for flagrado depositando resíduos irregularmente.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários