Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Usina de reciclagem mais próxima de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Gestores Municipais e representantes do Meio Ambiente estiveram reunidos para acertar detalhes. Governo Estadual promete apoio

Gestores municipais e representantes do meio ambiente debateram a implantação da usina de reciclagem em Guaporé

Mais um importante passo para a instalação de uma usina de reciclagem alternativa de lixo aos atuais aterros sanitários foi dado pelo Poder Público de Guaporé e pelo representante no Brasil da empresa espanhola Ecohispânica, Orlei Soares. Gestores Municipais e representantes do Meio Ambiente da Serra Gaúcha estiveram reunidos no gabinete do prefeito Paulo Olvindo Mazutti e acertaram detalhes para que o pioneiro e inovador projeto de instalação de autoclaves – equipamentos para elevar pressão e temperatura – para a esterilização de resíduos sólidos possa sair do papel em 2016. Durante o encontro, Soares apresentou um vídeo institucional da unidade de reciclagem que está em operação há dois anos na cidade de Rivas Vaciamadrid, a 15 quilômetros do centro de Madri (Capital da Espanha).

Posteriormente, Mazutti reafirmou que o Município de Guaporé está disposto a abrigar esse investimento.

“Colocamo-nos a disposição, dentro das atribuições do Poder Executivo, das empresas Ecohispânica (Espanha) e da AXT & Rahn (Alemanha) para a viabilidade do projeto no município de Guaporé. Tudo está bem encaminhado com o representante da empresa no Brasil Orlei Soares. Acreditamos que faltam pequenos detalhes para que possamos ‘bater o martelo’ e a obra de construção da usina de reciclagem, que produziria biomassa (que pode ser usada como adubo orgânico) a partir dos resíduos sólidos gerados nas cidades arredores, possa se tornar realidade”, disse.

Segundo Soares, todo o investimento para a instalação da planta em Guaporé – investimento que superaria os R$ 80 milhões - sairia de investimentos alemães, espanhóis e americanos.

“A empresa está com todo o recurso disponível e busca apenas as garantias como a cessão do terreno, que está bem encaminhada com o Poder Público de Guaporé, uma negociação nos impostos para a importação das turbinas e uma garantia bancária que está sendo gestionada junto ao Governo do Estado. Para que o projeto seja viável necessitamos processar um mínimo de 120 toneladas/dia”, destacou.

Estão sendo avaliadas algumas áreas na extensão da ERS-129 para sediar o projeto. O desenho arquitetônico da planta está concluído, faltando às assinaturas dos contratos com os municípios e Governo do Estado para que as obras comecem. Não há um prazo definido para a instalação, porém, no dia 29 de março, uma comitiva da Serra Gaúcha, liderada pelo representante da Ecohispânica estará na Espanha visitando a unidade e ajustando alguns detalhes para a instalação do empreendimento em Guaporé.

 

Audiências

Após a reunião em Guaporé, autoridades quem buscam a implementação do pioneiro projeto no Rio Grande do Sul estiveram reunidas com autoridades do Governo Estadual. Lideradas pelo Prefeito Mazutti e pelo representante Ecohispânica Orlei Soares, a comitiva participou de audiências com representantes do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Secretaria Estadual de Planejamento, Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Procuradoria Geral do Estado, buscando concretizar legalmente as articulações para a implantação da usina de reciclagem. Todos saíram satisfeitos do que ouviram das lideranças estaduais.

“A tecnologia utilizada pela Ecohispânica está sendo requisitada por 94 Países, no Brasil, os Estados de São Paulo e Minas Gerais buscam receber unidades em 2017. É a única tecnologia no mundo, em funcionamento, que transforma o resíduo sólido urbano (lixo) sem contaminar o meio ambiente”, segundo Orlei Soares.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais