Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:00:00
Um Olhar Diferente
12:10:00
 
 

Sem festividade: Loteamento São Francisco de Assis é entregue oficialmente

por Eduardo Cover Godinho

Beneficiários das 63 residências habitacionais receberam as chaves dos imóveis em ato formal na agência da Caixa Econômica Federal de Guaporé

Movimentação dos beneficiários é grande para colocar os móveis dentro das residências
Foto: Eduardo Cover Godinho

Diferente do que ocorreu em outras cidades da Serra Gaúcha, como Caxias do Sul e Flores da Cunha, o Município de Guaporé não pode realizar uma grande festividade para a entrega do tão sonhado loteamento São Francisco de Assis. Localizado no Bairro Nossa Senhora da Paz (Promorar), o empreendimento, com investimentos que superaram os R$ 8 milhões – recursos dos Governos Federal (R$ 3,8 do Governo Federal) e Municipal - beneficiou 63 famílias em vulnerabilidade social, que ainda não possuíam um imóvel próprio. A entrega das chaves, após um longo tempo de esperae indefinições sobre a data do pomposo evento, aconteceu em um ato formal na terça-feira, dia 29 de março, nas dependências da Caixa Econômica Federal, somente com os beneficiários e os representantes da instituição. Convidado, o Poder Público não se fez presente. A imprensa, por sua vez, não foi informada.

As 63 residências habitacionais de 45m², equipadas com aquecimento solar, gás encanado, além de água, esgoto e calçamento, estavam prontas, segundo o Secretário Municipal de Assistência Social e Habitação, Valcir Fanton (Pita), há cerca de 40 dias. A entrega às famílias beneficiárias só não aconteceu antes porque o Poder Público de Guaporé aguardava, do Governo Federal, o documento oficial para marcar a data da inauguração oficial, para a assinatura dos contratos e a entrega oficial das chaves.

Segundo Pita, mesmo sem uma solenidade festiva como mereciam os beneficiários e o próprio Poder Executivo, o momento é de comemoração pelo excelente trabalho executado por todos os servidores da Secretaria e pelo Prefeito Mazutti, que não mediu esforços para que o empreendimento saísse do papel.

“Estou muito feliz e emocionado por saber que as 63 famílias beneficiárias assinaram o contrato e estão morando em um imóvel que podem, a partir de agora, chamar de seu. Infelizmente não podemos fazer a festa que eles mereciam. Não sabemos o porquê Guaporé não teve a oportunidade, assim como outras cidades tiveram, de entregar as chaves para os mutuários em frente às suas residências e em um ato solene. Lamentável, mas nós (Poder Público) fizemos de tudo, inclusive mantivemos contatos inúmeras vezes com o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica de Caxias do Sul que sempre nos garantiram que havia possibilidade do evento sair”, disse.

Pita afirmou que o Governo Federal garantia a entrega sem a presença “in loco” de um representante. A mesma situação se deu com a gerência da Caixa Econômica Federal, de Brasília. As tratativas eram para serem realizadas diretamente com Caxias do Sul. O Secretário recebeu na quinta-feira, dia 24 de março, através de um e-mail, a informação que o ato seria realizado no dia 29, na agência de Guaporé. No texto, em uma das partes, a seguinte colocação: “Conforme autorização recebida na data de ontem (dia 23) para a entrega do empreendimento reassentamento Promorar, sem a realização de evento, informamos que a Caixa estará realizando a assinatura dos contratos e a entrega das chaves as famílias nas dependências da Caixa Econômica Federal no dia 29 de março, com a presença do Município”.

O secretário, que batalhou durante anos para que os imóveis saíssem do papel, salientou:

“Eu faço uma pergunta: porque só o Município de Guaporé não pôde fazer o evento? Eu, sinceramente, estou feliz pelos moradores, porque eles estão com as chaves nas mãos e colocando seus pertences para dentro das residências”, afirmou.

 

Investimentos

Com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), o empreendimento totaliza o valor de R$ 3,7 milhões, com a contrapartida do Município, que corresponde a doação do terreno, além da terraplenagem e infraestrutura de água, luz e esgoto. O investimento total, somados os recursos da União e os valores empregados pelo Poder Público de Guaporé, ultrapassa os R$ 8 milhões.

Juntamente com a construção das casas, também está sendo construída uma praça de lazer no Loteamento São Francisco de Assis. Além da construção das 63 casas, outras obras estão sendo realizadas nos bairros Promorar e Vila Verde II e fazem parte de um grande projeto que diz respeito a colocação de calçadas, rede de esgoto no valor de R$ 480 mil, a reforma de 83 residências no valor de R$ 1 milhão e do ginásio de esportes localizado na Rua Antônio Silvestre Spiller, esquina com a Rua Euclides da Cunha, com área de mais de 1.100 m2.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários