Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Homem é preso por maus-tratos de animais em Guaporé

por Diogo Lazzarotto

Segurança

Homem é preso por maus-tratos de animais em Guaporé

No imóvel, localizado no bairro Conceição, foram encontrados nove cães desnutridos, cartuchos e petrechos utilizados para caça

Agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP), de Guaporé, em conjunto com as voluntárias da Organização Não Governamental (ONG) Protegendo Animais Ponto Com (PAC), Poder Público – através dos fiscais da Vigilância Ambiental e Sanitária, constataram na tarde da quinta-feira, dia 25 de fevereiro, uma triste situação de maus-tratos e desnutrição em nove animais numa residência, localizada na rua Campos Sales, no bairro Conceição. No imóvel, um homem, de 70 anos, foi preso em flagrante.

Os policiais, acompanhados das voluntárias e dos fiscais, cumpriram mandado de busca e apreensão (MBA), expedido pela 1ª Vara Judicial da Comarca de Guaporé, e encontraram no terreno no fundo da residência nove cães, sendo sete adultos e dois filhotes, debilitados e necessitando de urgente atendimento veterinário, conforme laudo preliminar. No local, foram apreendidos cartuchos e petrechos utilizados para caça. Os cães, após os primeiros cuidados, ficaram sob responsabilidade das voluntárias da PAC. Os animais, após a recuperação, serão colocados para adoção.

“Triste nos depararmos com uma situação assim. Total desprezo do ser humano pelos animais. Vamos fazer de tudo para que eles possam se recuperar e encontrar pessoas que lhes deem carinho. Que a prisão deste homem sirva de exemplo e de aviso para todos que maltratam os animais. A lei existe para ser cumprida”, disseram as voluntárias da PAC.

O homem, após receber voz de prisão, foi conduzido para a DP de Guaporé, para o registro do flagrante por maus-tratos, com base nas Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998 - Art. 32. Parágrafo 1-A, agravada pela Lei 14.064/2020), que prevê pena de dois a cinco anos de reclusão. Após, foi encaminhado para o sistema prisional gaúcho onde fica à disposição da Justiça.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM

Rede Scalabriniana de Comunicação

Texto: Eduardo Cover Godinho

Foto: Polícia Civil (PC)

Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Acesse e ouça: www.rdaurora.com.br

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários