Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Bombeiros civis e voluntários da Defesa Civil atendem 68 ocorrências em Serafina Corrêa

por Eduardo Cover Godinho

17 residências e três prédios públicos ficaram danificados no domingo, dia 23 de janeiro, após forte chuva e vendaval

O calor insuportável, que toma conta do Rio Grando do Sul há pelo menos 15 dias, foi “momentaneamente estancado” com uma forte chuva. As temperaturas no domingo, dia 23 de janeiro, a partir das 14 horas, diminuíram, porém, problemas foram ocasionados com a situação climática que tomou conta de parte do solo gaúcho. Em algumas regiões, a chuva veio acompanhada de um forte vento, causando destelhamentos de residências, quedas de galhos e árvores, postes de energia elétrica, e transtornos. No município de Serafina Corrêa, voluntários do Serviço Civil Auxiliar de Bombeiros (SCAB) e da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, com a colaboração dos servidores do 3º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar (3º PelBM), de Guaporé, atenderam 68 ocorrências após a passagem de um temporal.

Conforme o coordenador geral, Christofer Pereira, 17 residências foram destelhadas, três prédios públicos danificados (Ginásio Municipal Irceu Antônio Gasparin, Escola Estadual de Escola Municipal de Ensino Fundamental Guerino Massolini e Escola Municipal Infantil Jeito de Criança/Proinfancia) e 22 árvores e galhos necessitaram ser cortadas. Além das áreas urbana e rural, atendimentos para retirada de galhos e árvores na ERS-129 foram efetuados pelos bombeiros militares para a desobstrução da via e a segurança na trafegabilidade. Para o atendimento das ocorrências, conforme Pereira, os voluntários do SCAB e Defesa Civil se desdobraram.

“Com planejamento e, principalmente organização, os voluntários e os bombeiros militares de Guaporé conseguiram atender a todos que necessitaram e fizeram o chamado. Os casos foram atendidos por prioridades e as equipes foram extremamente ágeis em cada ação. Infelizmente mais uma vez famílias serafinenses tiveram transtornos em virtude das condições climáticas. Felizmente, se é que podemos destacar, nossos voluntários são capacitados, dedicados e estão sempre à disposição para auxiliar o próximo”, disse.

O forte temporal causou a interrupção de energia elétrica nas comunidades Santa Ana, São Roque e São João. Famílias estão há mais de 15 horas sem luz e a concessionária responsável não apresentou um prazo para o restabelecimento. Recursos hídricos para o consumo humano e animal também está prejudicado na zona rural. Caminhões do SCAB e da Defesa Civil estão efetuando o abastecimento.

“É uma situação muito delicada. Estamos com voluntários desde cedo ‘puxando’ água com as viaturas para muitas comunidades. Esperamos que tudo volte ao normal o quanto antes”, afirmou o coordenador Pereira.

Os bombeiros civis e os voluntários da Defesa Civil atendem a comunidade através dos telefones 199 ou (54) 9.9660-0193.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários