Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

ERS-431: Postes impossibilitam continuidade das obras nas cabeceiras da ponte do Arroio Santa Bárbara

por Eduardo Cover Godinho

Remoção deve acontecer nos próximos dias por parte da concessionária Rio Grande Energia (RGE). Empresa Encopav Engenharia Ltda aguarda para concluir os trabalhos

Obra está paralisada na ERS-431

Moradores das proximidades do Km 18 - Linha Alcântara, na ERS-431, em Monte Belo do Sul, e condutores que trafegam pela rodovia mostraram-se preocupados com a retirada das máquinas da empresa Encopav Engenharia Ltda do canteiro de obras de construção das cabeceiras da ponte do Arroio Santa Bárbara. A obra, aguardada há anos pelas comunidades da região, está paralisada e o motivo é a demora para a retirada de dois postes de energia elétrica que impossibilitam que os trabalhos tenham continuidade. A expectativa é que a remoção, por parte da concessionária Rio Grande Energia (RGE), deva acontecer nos próximos dias.

A garantia que a atividade terá continuidade e será finalizada nos próximos 40 dias é do diretor geral do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer) Rogério Uberti. A conclusão das cabeceiras da ponte encurtará a distância e fará com que a viagem seja facilitada entre os municípios de São Valentim do Sul e Bento Gonçalves. Passando pela ponte, os motoristas não terão que enfrentar um trecho de aproximadamente 800 metros em estrada de chão batido.

“A empresa não abandonou o canteiro de obras. Acontece que existe dois postes de energia elétrica que precisam ser removidos. Estive na região na sexta-feira, dia 17, e assinei um documento autorizando a retirada dos postes. Esse documento está com a concessionária para que o serviço seja executado. Enquanto não fizer a remoção não conseguimos terminar os aterros. É questão de dias. Não existe nenhuma outra questão que impeça a conclusão das cabeceiras e que a gente possa ter tráfego em cima da via em toda a extensão da 431”, disse.

Uberti afirmou que a autarquia não está em débito com a empresa Encopav Engenharia Ltda.

“O Daer hoje não tem pendência financeira com nenhuma empresa. O recurso para a conclusão desta obra é da CIDE e cai direto na conta da autarquia e há a transferência direta para a Encopav. Quanto à dívida de execução de obra concluída e faturada o Daer não deve nada para ninguém. Em específico dos aterros da ponte não há atraso nenhum, muito pelo contrário”.

O diretor geral do Daer disse que a expectativa, se não houver nenhum outro evento desta natureza, é que a passagem dos veículos sobre a ponte do Arroio Santa Bárbara seja liberada em até 40 dias.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais