Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Ligação intermunicipal: Guaporé e Anta Gorda se unem para realizar obra

por Eduardo Cover Godinho

Cabeceira da ponte foi levada pela forte correnteza no dia 8 de junho

Autoridades visitaram a ponte sobre o Rio Bíscaro

Autoridades de Guaporé e Anta Gorda, lideradas pelos prefeitos Valdir Fabris e Celso Casagrande, estiveram na tarde de 19 de junho, buscando soluções conjuntas para o problema de trafegabilidade entre os dois municípios. Uma enorme cratera abriu-se em decorrência das chuvas de 8 de junho, no arroio Bíscaro, proximidades da antiga Usina, na comunidade de São Marcos. A atenção se volta para o conserto da estrada vicinal e da cabeceira da ponte do arroio, porém, dada urgência da obra e a falta da disponibilização de recursos estaduais, uma ação emergencial deve ser tomada a partir desta semana.

“Estamos estudando todas as possibilidades e custos, inclusive a possibilidade da ação do exército, que tem um sistema de pontes provisórias. A única certeza que temos é que vamos resolver este problema com a maior brevidade possível. É uma prioridade dos dois governos e estamos felizes com a preocupação do prefeito Celsinho em trabalharmos juntos, pelo melhor das nossas comunidades”, afirma Fabris.

Máquinas dos dois municípios, pedras e material para o aterro e contenção das águas e reconstrução da cabeceira da ponte já começam a ser disponibilizadas nesta semana.

“Vamos consultar técnicos para sabermos qual a melhor solução. Só não podemos deixar as duas cidades sem essa ligação direta e curta. Muitos precisam fazer desvios de 80km por Encantado. A linha de ônibus executa a manobra da troca de veículo, com passagem por uma pequena ponte provisória. Isso precisa ser resolvido logo”, diz Leo Pandolfo, secretário de Obras e Agricultura.

No dia 8, o nível do Arroio, que desemboca no Rio Guaporé, subiu acima do normal e o solo encharcado fez com que o material que compõe a cabeceira fosse levado pelas águas. O tamanho da cratera impressiona e as obras levarão dias para serem concluídas, mesmo em uma solução provisória.

Quem buscar o deslocamento entre os municípios deverá utilizar rotas alternativas. Entre elas, as rodovias ERS-129 e 332, que aumenta a distância em aproximadamente 80 quilômetros. Outra rota é pelas estradas vicinais (Linha 5ª para quem sai de Guaporé) passando pela cidade de Arvorezinha. O trecho, em estrada de chão batido, tem aproximadamente 50 quilômetros até o destino final.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais