Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Consulta Pública define praça Getúlio Vargas como o local para investimentos em melhorias e construção do Leão de São Marcos

por Eduardo Cover Godinho

Dos 1.550 votantes, 914 optaram pelo monumento na conhecida praça das Pombas

Foto: Divulgação

Pela primeira vez na história, a população de Guaporé decidiu, através de votação realizada publicamente e de forma virtual ao longo dos dias 15, 16 e 17 de março, a destinação de recursos federais para investimentos na área de infraestrutura turística via Ministério do Turismo - Governo Federal. Em jogo estava a construção de um monumento com chafariz e o Leão de São Marcos, um projeto da Associação dos Descendentes de Imigrantes das Terras de São Marcos (Adisam).

A proposta, apresentada para a Administração Municipal e à população pelos integrantes da Adisam, previa a instalação e revitalização de um espaço na praça Vespasiano Corrêa. O Conselho Municipal de Desenvolvimento e Turismo Sustentável (Comtur) propôs que o valor fosse investido na revitalização da praça Getúlio Vargas (Praça das Pombas), incluindo o monumento do Leão de São Marcos.

Para a escolha democrática, o Comtur abriu a votação através da Consulta Pública - operacionalizada pela Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Esporte no site da Prefeitura de Guaporé (>www.guapore.rs.gov.br). Após dois dias, conforme o anunciado, a decisão do povo foi para que os R$ 250 mil, de emenda parlamentar do deputado federal Osmar Terra (MDB), sejam aplicados na praça Getúlio Vargas. Foram computados 914 votos para a proposta 2. A proposta 1, que indicava a continuidade do projeto na praça Vespasiano Corrêa, recebeu 636 votos. No total, participaram 1.550 pessoas.

O presidente do Comtur, Antônio César Perin, agradeceu a todos que participaram do processo democrático.

“Houve uma excelente participação e engajamento da população. A ganhadora foi a proposta número 2 com 914 votos. Quero dizer que esse processo de manifestação de opinião já foi utilizado na forma iniciativa popular para mudança da Lei Municipal sobre assunto das barragens, proposição acatada que redundou na mudança da Legislação Municipal. Essa do Turismo tem um caráter diferente, mas vai na mesma direção, que é ouvir a população”, disse Perin.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários