Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Intensas e incessantes chuvas preocupam ribeirinhos ao Arroio Barracão

por Eduardo Cover Godinho

Coordenadoria Municipal da Defesa Civil (COMPDEC) e secretaria de Obras monitoraram a situação. Em alguns pontos, a água transbordou

O Arroio Barracão e seus dois adjacentes, estes na altura do bairro Planalto (Capela Nossa Senhora Aparecida), voltaram a deixar os moradores ribeirinhos preocupados na noite do sábado, dia 11 de julho, e na madrugada do domingo, dia 12. As intensas e incessantes chuvas que atingem a região provocaram a elevação da água que corre pelos canais e, em pelo menos dois pontos, ocorreu o transbordo.

A água invadiu residências na altura dos fundos do Centro Social Urbano e voltou a subir e entrar no gramado do Estádio General Ernesto Dorneles (Campo do Juventude). A rua Agilberto Maia, fundos da praça esportiva da área central, ficou intransitável e a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil (COMPDEC), juntamente com a secretaria de Obras e Viação, interditou a trafegabilidade. Uma retroescavadeira chegou a ser deslocada para o ponto e ficou à disposição para qualquer eventualidade. Não houve a necessidade da limpeza do canal.

“A água correu no seu curso normal, o problema foi a que veio de dentro do gramado do Campo do Juventude. Essa, ao sair pelos fundos, invadiu a rua. A Defesa Civil, através de sua equipe, monitorou a situação de todo o leito do Arroio Barracão ao longo da madrugada”, destacou o coordenador da COMPDEC, Rafael Pissetti.

O secretário Fabiano Farina, que durante a noite esteve verificando a vazão do leito do flúmen, ressaltou:

“Nesse ponto específico do Campo do Juventude, onde fizemos a remoção do entulho na última semana, a água, devido ao buraco que se formou no desmoronamento do muro, forma um redemoinho e não consegue seguir seu fluxo normal”.

Ao longo do canal, que corta a cidade de norte a sul, a água subiu no limite, mas não chegou a sair do curso em pontos tradicionais, como nas ruas adjacentes do bairro Planalto (Capela Nossa Senhora Aparecida), na altura do Centro Municipal Termignoni, fundos da empresa RGO e proximidades do Cemitério Municipal. O nível alto e a força preocuparam os moradores.

“Passamos mais uma noite em claro, preocupados com a situação. Aqui não chegou a transbordar, mas subiu rápido e a água ficou rente à ponte. Por sorte, a cada parada da chuva, a quantidade diminuía. Esperamos que o tempo dê uma trégua. Apesar de estarmos morando há anos aqui (moradores da Av. Imigrantes ao lado do canal) não conseguimos nos acostumar. Não tem como descansar quando chove muito, como tem acontecido”, disse uma moradora.

Conforme Pissetti, choveu aproximadamente 120 milímetros nas últimas 24 horas, sendo a maior precipitação na madrugada do domingo, dia 12. Foram cerca de 70 milímetros em questão de horas.

Contato
A Secretaria de Obras, bem como a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil estão de prontidão. Em caso de necessidade e urgência, a comunidade ribeirinha ao Arroio Barracão ou de qualquer outro ponto da cidade poderá entrar em contato pelo telefone (54) 9.9922.2890 (Defesa Civil).

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários