Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Garis são atacados por cães e sofrem ferimentos por seringa ao recolher lixo em Guaporé

por André Fabio Bresolin

Os coletores de lixo foram mordidos por cachorros nos bairros Planalto e São Cristóvão

O rapaz necessitou de atendimento médico e cuidados especiais.

Se as vias urbanas de Guaporé são limpas e ganham destaque entre os visitantes que desembarcam para conhecer as belezas da “Capital da Hospitalidade”, muito se deve à educação do povo, ao investimento do Poder Público, através da secretaria de Obras, e principalmente ao trabalho de recolhimento dos resíduos sólidos secos e orgânicos realizados diariamente pelos garis. São estes homens que, enquanto muitos dormem ou despertam para mais um dia de trabalho, estão correndo pela cidade para retirar as sacolas plásticas das lixeiras e colocá-las no caminhão coletor.


Porém, nos últimos dias, durante a jornada diária de trabalho, dois garis foram atacados por cães e, devido aos ferimentos, necessitaram de atendimento médico no Hospital Manoel Francisco Guerreiro. Os coletores de lixo, da empresa contratada emergencialmente pelo Poder Público Municipal para a execução do serviço, foram mordidos por cachorros nos bairros Planalto e São Cristóvão.


“Os animais não podem oferecer riscos aos pedestres e trabalhadores da coleta do lixo, sendo seus proprietários responsáveis pelo controle e quaisquer danos causados por eles”, destacou a secretária de Meio Ambiente, Monia Zampeze.

Outro fato
Outra situação grave, registrada pelos colaboradores da empresa coletora dos resíduos sólidos secos e orgânicos de Guaporé, foi um ferimento causado por objeto pontiagudo. O gari, ao recolher uma sacola plástica de uma lixeira na área central da cidade, sentiu uma picada em um dos braços e logo percebeu que uma seringa havia ficado encravada na pele. O rapaz necessitou de atendimento médico e cuidados especiais.


A secretária ressalta que há destinação específica para resíduos de saúde e estes, em especial as seringas, não devem ser colocadas no lixo.

“Os resíduos de saúde devem ser destinados aos postos de saúde ou empresas especializadas e licenciadas para a coleta destes materiais”.

Monia solicita a colaboração da comunidade para que novos casos não sejam registrados e a coleta dos resíduos sólidos secos e orgânicos possa ocorrer de sem problemas aos garis.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
 

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais