Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Moradores do bairro Planalto solicitarão remoção do quiosque da praça Rosa Cella

por Eduardo Cover Godinho

Eles alegam que local é ponto de encontro de usuários de drogas, baderneiros e morada temporária de indígenas/bugres

Quiosque, que deixa a praça mais bela, é alvo de indignação dos moradores
Foto: Eduardo Cover Godinho

Por anos os moradores do bairro Planalto, Comunidade Bom Jesus, lutaram por um espaço digno para o lazer, descanso e diversão. Uma área de propriedade da família Cella (casal Gentil e Rosa Cella), no coração da localidade, era o ponto ideal para que uma praça, com toda a infraestrutura necessária, fosse construída. O terreno foi doado e lá, a Paróquia Santo Antônio, em parceria com a comunidade católica, edificou uma Igreja e, na sequência, o Poder Púbico atendeu os pedidos dos moradores e a praça Rosa Cella saiu do papel.

O local, que conta com parque infantil, academia de ginástica ao ar livre, quiosque, bancos e um espaço grande de circulação, era muito frequentando, antes da pandemia do coronavírus (Covid-19), aos finais de tarde, nos sábados e domingos. Agora, conforme os moradores, a área, em especial do quiosque, é ponto de encontro para usuários de drogas, baderneiros e tem servido de moradia temporária para indígenas/bugres que, durante dias, vivem em situação precária de higiene e perambulam de casa em casa pedindo ajuda, sem a utilização de máscara.

Cansados de algazarras e do mau cheiro do local, moradores deverão encaminhar ao Poder Público um pedido para a remoção do quiosque.

“Infelizmente, um espaço que seria para as famílias tomarem um chimarrão, levarem as crianças para brincar e fazer exercícios, está num estado deplorável. Não falamos da estrutura, que é muito bem cuidada, mas do que muitos provocam na praça Rosa Cella. Os moradores estão colhendo assinaturas e esperam que a Administração Municipal retire o quiosque o mais rápido possível, para o bem estar, a segurança e a saúde de todos”, disseram.

Os moradores ressaltam ainda que o mau cheiro, provocado pelas necessidades fisiológicas realizadas embaixo do quiosque, tem afastado a possibilidade deles e qualquer outra pessoa de passar ou frequentar a praça Rosa Cella.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários