Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Trechos não pavimentados de ruas estão sendo concluídos pelo Poder Público de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Espaços prejudicavam a trafegabilidade de veículos e deixavam aspecto ruim para a cidade

A Administração Municipal, através da Secretaria de Obras e Viação e investimentos dos cofres públicos, deu início a conclusão das vias urbanas pavimentadas em pedra basalto (paralelepípedos) que ainda estavam com espaços em chão batido. Moradores de três quadras, construídas no sistema semelhante à Parceria Pública Privada (PPP), aguardavam o desfecho desta situação incômoda para quem transitava pelas ruas Manoel Francisco Guerreiro (Centro), Euclides da Cunha (Bairro Nossa Senhora da Saúde/Curtume) e Lobo da Costa (Nossa Senhora do Carmo/Pinheirinho).
Em gestões municipais passadas, um acordo envolvendo o Poder Público e os residentes em dezenas de ruas da zona urbana, nos mais diversos bairros, possibilitou a melhoria das condições de ir e vir (trafegabilidade), menores incômodos com pó e barro, além da valorização significativa dos imóveis. Porém, alguns moradores não tinham condições de arcar com o pagamento das pedras (paralelepípedos) e a mão de obra para a instalação. Mesmo assim, se houvesse aceitação quase que total, os trabalhos para a preparação da cancha e a construção das guias (bordas de passeio) eram excetuados pelo Município. Posteriormente, eram colocados os paralelepípedos, ignorando somente o espaço sem acordo com o proprietário do imóvel.
Ao longo de anos, a trafegabilidade ficou prejudicada e seguidamente reclamações eram encaminhadas aos setores competentes. Com os olhos voltados para a melhoria das vias urbanas, o prefeito Valdir Fabris e o vice-prefeito Adalberto Bastian solicitaram às Secretarias de Coordenação, Planejamento e Desenvolvimento Econômico, e Obras, que fizessem um levantamento e colocassem a “mão na massa”.
“É inadmissível que tenhamos, em uma quadra, um pequeno espaço que prejudica a passagem dos veículos e dos pedestres. Buscamos corrigir esse problema gerado do passado e estamos colocando as pedras, muitas removidas de trechos que receberam nova pavimentação, para completar as ruas”, disse Fabris.
Somente essas três vias urbanas apresentavam ainda esse problema. Conforme Fabris, ao longo dos três anos e sete meses, o Poder Público executou quase 100 obras de melhorias de vias urbanas e estradas vicinais, seja com novo pavimento asfáltico, recapeamento, pedra basalto ou PVS de concreto.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários